2 eventos ao vivo

Com dois de Varane, Real goleia Cornellà e se aproxima das oitavas

29 out 2014
21h41
atualizado às 23h01

Na tarde desta quarta-feira, o Real Madrid goleou o modesto Cornellà, da Catalunha, pelo expressivo placar de 4 a 1. A partida foi válida pela quarta fase da Copa do Rei e marcou a estreia do time merengue - atual campeão - nesta edição do torneio. O adversário não é tão galáctico quanto o clube de Florentino Pérez e acabou de subir para a terceira divisão do Campeonato Espanhol. Agora, os madridistas levam a grande vantagem para o duelo de volta, que acontece no dia 3 de dezembro, no Santiago Bernabéu. O vencedor disputará as oitavas de final da competição.

O jogo - A partida foi realizada no estádio do Espanyol, em Barcelona, com a presença de 40 mil pessoas - a casa oficial do Cornellà, o Llobregat, tem capacidade para apenas 1.500 espectadores. O Real Madrid entrou em campo sem seis de seus titulares habituais, já que Cristiano Ronaldo, Casillas, Sergio Ramos, Pepe, Toni Kroos e Luka Modric foram poupados pelo italiano Carlo Ancelotti.

Logo aos cinco minutos, uma cena atípica foi presenciada. O mexicano Chicharito errou uma virada de jogo e foi vaiado pela torcida local, que entoou um grito de "olé" na sequência e se divertiu com o momento.

A festa perdurou somente até a primeira chance do Real. Aos oito, James Rodríguez deu um belo passe de trivela para o alemão Khedira, que cabeceou para o gol e viu Segovia segurar com firmeza. Em seguida, em cobrança de escanteio, James colocou na área e Varane subiu mais alto do que a zaga adversária, abrindo o placar para o time merengue.

Apesar do gol, os mandantes tiveram um motivo para comemorar quando o relógio marcava 20 do primeiro tempo. O atacante Óscar Muñoz recebeu de Gallar, girou para se livrar da marcação de Arbeloa e tocou por cima do goleiro Navas, para empatar o confronto e entrar para a história do Cornellà com um golaço sobre o Real.

Dois minutos depois, Nacho pediu pênalti para os madridistas alegando que Joel Marín teria desviado a bola com o braço, mas o árbitro mandou o jogo seguir. O Real demonstrava dificuldade na criação de jogadas ofensivas, parecendo limitado pela presença de dois centroavantes de menos movimentação - Benzema e Chicharito.Na marca dos 35 minutos, a equipe merengue conseguiu um escanteio após James receber pela direita na entrada da área e bater colocado de trivela, mesmo sem ângulo, para a defesa do arqueiro Segovia. Na cobrança de Isco, o zagueiro Varane voltou a subir para cabecear no cantinho e recolocar o Real em vantagem no placar.

Na volta para a segunda etapa, os merengues já tinham 77% de posse de bola, que mal parava nos pés dos jogadores do Cornellà. A superioridade ficou comprovada aos oito minutos, quando Chicharito girou sobre a marcação na entrada da área e tentou a tabela com Benzema. O atacante francês foi travado pela zaga na hora da devolução, mas a bola sobrou para o próprio mexicano, que carregou e chutou rasteiro da meia-lua, acertando o cantinho direito de Segovia.

O lateral brasileiro Marcelo, que entrou em campo no lugar do colombiano James, teve duas chances de gol seguidas para o Real. Na primeira delas, ele recebeu de Benzema na grande área e tentou o toque de calcanhar para a rede, mas o arqueiro defendeu com facilidade. Na segunda, aos 32, ele não desperdiçou. Isco carregou a bola, invadiu a área e chutou cruzado para uma boa defesa do goleiro. No rebote, Marcelo aproveitou e anotou o seu, finalizando com força. Na comemoração, o brasileiro correu para abraçar James, no banco de reservas.

Sevilla também atropela - O outro favorito a entrar em campo nesta quarta-feira também não deu chances ao adversário de menos expressão. O Sevilla visitou o Sabadell, time que disputa a segunda divisão nacional e atropelou. No Estádio de La Nueva Creu Alta, na Catalunha, goleou por 6 a 1, com três gols do espanhol Iago Aspas. 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade