0

Com golaço de letra, Bayern de Munique vence e é campeão alemão pela 23ª vez

6 abr 2013
12h55
atualizado às 12h55

Com um golaço de letra de Bastian Schweinsteiger, o Bayern de Munique venceu neste sábado o Eintracht Frankfurt, e conquistou, com seis rodadas de antecedência seu 23º título do Campeonato Alemão.

Depois de muita pressão, e até de um pênalti desperdiçado por David Alaba no primeiro tempo, o meia da seleção alemã marcou aos 7 minutos da etapa final, levando sua equipe à vitória e alcançar marca histórica de ser o campeão mais "apressado" da história da competição.

Com o resultado positivo, o Bayern chegou aos 75 pontos ganhos, mantendo os 20 de frente para o Borussia Dortmund, que hoje bateu o Augsburg, por 4 a 2. Como faltam seis rodadas para o fim, com 18 pontos em disputa, o campeão das duas temporadas anteriores ficou sem chances matemáticas.

Ignorando que a partida de hoje contra o Eintracht Frankfurt aconteceria entre os dois jogos das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa contra a Juventus - na ida, vitória do Bayern por 2 a 0, em casa -, o técnico Jupp Heynckes, colocou em campo um time formado, basicamente por titulares.

Os únicos poupados foram Daniel Van Buyten, Franck Ribéry e Mario Mandzukic, em seus lugares jogaram Jérome Boateng, Xherdan Shaqiri e Mario Gómez. No meio-campo, o lesionado Toni Kroos acabou substituído por Arjen Robben, com Thomas Müller armando o jogo.

Entre os brasileiros, Dante começou como titular, enquanto Rafinha e Luiz Gustavo ficaram no banco. A equipe de Frankfurt, por sua vez, o zagueiro Anderson Bamba, ex-Flamengo, começou jogando entre os titulares.

Sua equipe, até conseguiu segurar o ímpeto do time bávaro durante mais de um tempo. O Bayern pressionou muito, teve até uma bola na trave, em chute de Shaqiri, mas o grande lance aconteceu aos 27, quando Müller sofreu pênalti, e na cobrança, Alaba acertou a trave esquerda de Oka Nikolov.

No intervalo, a equipe de Munique já sentia o gosto de ser campeã, afinal, o Borussia Dortmund, de virada, ia perdendo para o Augsburg, por 2 a 1. Ainda assim, Schweinsteiger e cia. mantinham a pressão em busca do gol, que selaria a conquista, independente de qualquer outro resultado.

Aos 7 minutos, em uma blitz do ataque dos visitantes, Lahm desceu pela direita e cruzou para o meio da área, achando o meia e capitão da equipe, que emendou de letra, surpreendendo Nikolov, e marcando o gol único da partida.

Nos minutos finais, já com o Dortmund na frente do placar em sua partida, e sabendo que um empate no seu jogo impediria o título antecipado, o Bayern se segurou como pode, diante de um Eintracht Frankfurt que desejava intensamente jogar água no chope bávaro. Com o apito final, enfim a equipe de Munique pôde soltar o grito de campeão, entalado na garganta há duas temporadas.

O mais celebrado pelos jogadores foi justamente Jupp Heynckes, que deixará o clube no fim desta temporada para dar lugar ao espanhol Josep Guardiola. Franck Ribéry, por sua vez, utilizou um megafone para puxar o grito de "Super Bayern", apelido que faz juz ao desempenho da equipe neste Campeonato Alemão 2012/2013.

EFE   
publicidade