0

Contra desconhecido, Dunga testa a Seleção Brasileira

12 ago 2009
07h28
atualizado às 10h50

O amistoso desta quarta-feira contra a Estônia serve para o técnico Dunga, além de tentar ampliar sua sequência vitoriosa (dez vitórias e um empate nos últimos 11 jogos), fazer testes na Seleção Brasileira. A partida acontece às 14h15 (horário de Brasília), na Le Coq Arena, em Tallinn.

» Assista ao vídeo: Seleção ignora Argentina
» Assista ao vídeo: Dunga fala em evitar mudanças na equipe
» No menor estádio da era Dunga, ingressos encalham
» Opine: qual será o placar de Brasil x Estônia?

O adversário não deve apresentar muita resistência. A equipe europeia, 112° lugar no ranking da Fifa, tem como maior glória recente o empate sem gols conquistado diante de Portugal, em amistoso disputado em junho. É um rival desconhecido e aparentemente inofensivo para os brasileiros.

A fragilidade estoniana permite a Dunga fazer testes. Na entrevista coletiva após o treino de terça-feira, o treinador admitiu ter a intenção de colocar todo mundo para jogar na capital do país báltico.

"A ideia é colocar o máximo que a gente puder. Pelo próprio desgaste do início de temporada a tendência é a gente usar todas as substituições", afirmou. A oportunidade é a melhor possível para quem acabou de chegar na Seleção. É o caso de Diego Tardelli.

"Ter uma chance como essa perto da Copa do Mundo é muito bom para mim", disse o atleticano, que foi um dos três jogadores "brasileiros" convocados por Dunga. Além dele, Miranda, do São Paulo, e Kléberson, do Flamengo, também foram à Estônia.

O número é bem menor do que na última lista de Dunga, para a Copa das Confederações e os jogos contra Uruguai e Paraguai pelas Eliminatórias. Lá estavam Miranda, Kléberson, Kléber, André Santos, Nilmar, Victor e Ramires.

André Santos, Nilmar e Ramires continuam, mas trocaram o Brasil pelo futebol europeu, uma tendência que deve deixar a Seleção cada vez menos brasileira. Fenerbahce, Villarreal e Benfica, respectivamente, foram os destinos dos três.

Contra a Estônia, Dunga terá apenas um desfalque. Ramires, com dores musculares, está fora de combate e será substituído por Elano. O resto da equipe é a mesma que disputou - e venceu - a final da Copa das Confederações em junho contra os Estados Unidos.

Ficha Técnica:

Estônia: Pareiko, Jääger, Piiroja, Klavan e Bärengrub; Vunk, Dmitrijev, Purje e Vassiljev; Viikmäe e Zenjov. Técnico: Tarmo Ruutli.

Brasil: Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e André Santos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano. Técnico: Dunga

Estádio: A. Le Coq Arena, em Tallinn, Estônia
Data: 12/08 (quarta-feira)
Horário: 14h15 (de Brasília)
Árbitro: Martin Ingvarsson (Suécia)

Seleção de Dunga enfrenta a modesta Estônia nesta quarta
Seleção de Dunga enfrenta a modesta Estônia nesta quarta
Foto: AFP
Fonte: Terra
publicidade