5 eventos ao vivo

Contra "inimigo íntimo", Inter inicia briga para ir à final da Libertadores

14 jul 2015
15h50
  • separator
  • comentários

O sonho do Internacional de disputar a final da Taça Libertadores pela quarta vez - foi campeão em 2006 e 2010 e vice em 1980 - passa a partir desta quarta-feira no estádio Beira-Rio pelo confronto do Tigres, que tem como um dos principais jogadores do elenco a cria colorada Rafael Sobis.

Sobis é ídolo inconteste do Inter, pelo qual foi revelado em 2004 e dois anos depois conquistou o título continental. Foi negociado com o Betis antes do triunfo no Mundial de Clubes, mas em 2010, voltou para ser bi da América e escrever de vez seu nome na história do clube.

Na sequência da carreira, porém, cortou o cordão umbilical e agora é uma das maiores pedras no caminho da equipe gaúcha rumo ao tri. Após defender o Fluminense, pelo qual marcou - e não comemorou - um gol contra o Colorado em 2011, ele é uma das armas do time de Monterrey, que sonha ser o primeiro mexicano a dar a volta olímpica na competição da Conmebol.

E, desde que ficaram definidos os confrontos de semifinais, em maio, ainda antes da disputa da Copa América, Sobis vem dando entrevistas nas quais garante que desta vez celebrará caso marque no Beira-Rio, que em outros tempos foi sua segunda casa.

Mas o atacante não é a única estrela do time dirigido pelo brasileiro naturalizado mexicano Ricardo Ferretti. 'Tuca' já contava com uma equipe bem montada, com jogadores conhecidos da torcida brasileira, como o zagueiro Juninho e o volante Arévalo Ríos, ambos ex-Botafogo, e o atacante Jofre Guerrón, com passagens por Cruzeiro e Atlético-PR, e agora recebeu reforços de luxo.

Na Europa, o Tigres buscou o meia mexicano Javier Aquino e o atacante nigeriano Ikechukwu Uche, ambos contratados junto ao Villarreal, e o centroavante francês André-Pierre Gignac. Vice-artilheiro do campeonato nacional de seu país pelo Olympique de Marselha e no auge da carreira, o atleta de 29 anos aceitou se aventurar pela América mesmo sabendo que isso pode diminuir suas chances de disputar a Eurocopa do ano que vem em casa.

No Colorado, as atenções estão todas voltadas para a Libertadores. Tanto que no Campeonato Brasileiro o time vai mal e ocupa apenas a 12ª posição, com 16 pontos em 13 rodadas. No entanto, no último jogo, a equipe comandada pelo uruguaio Diego Aguirre venceu o Joinville por 2 a 0 fora de casa.

Aguirre recebeu do departamento médico duas boas notícias nos últimos dias, os retornos do experiente zagueiro Juan e do meia-atacante Eduardo Sasha. O primeiro deverá começar jogando nesta quarta, enquanto o segundo provavelmente será opção no banco de reservas.

A única ausência confirmada pelo treinador é a do atacante Jorge Henrique, machucado. Embora o uruguaio não os tenha mencionado, o lateral Alan Ruschel e o zagueiro Paulão também dificilmente aparecerão em campo.

Prováveis escalações:.

Internacional: Alisson; William, Juan, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Aránguiz, D'Alessandro e Valdívia (Eduardo Sasha); Nilmar e Lisandro López. Técnico: Diego Aguirre.

Tigres: Guzmán; Jiménez, Juninho, Ayala e Torres; Arévalo Ríos, Pizarro, Damm e Aquino; Rafael Sobis e Gignac. Treinador: Ricardo Ferretti.

Árbitro: José Argote (Venezuela), auxiliado pelos compatriotas Jorge Urrego e Carlos López.

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre.

EFE   
  • separator
  • comentários
publicidade