2 eventos ao vivo

Alemanha e EUA disputam a liderança do Grupo G

25 jun 2014
10h11
atualizado às 11h03

Alemanha e Estados Unidos estão próximos das oitavas de final e um empate entre ambos, na quinta-feira em Recife, será suficiente para classificar as duas seleções à segunda fase da Copa do Mundo do Brasil.

Apesar do empate beneficiar os dois países, os respectivos técnicos descartaram um possível 'jogo de compadres'.

Com quatro pontos e um saldo de gols de +4, a Alemanha lidera o Grupo G à frente dos Estados Unidos (4 puntos, +1), Gana (1 punto, -1) e Portugal (1 ponto, -4).

Gana e Portugal, que ainda sonham com uma vaga nas oitavas, se enfrentam no mesmo horário (13H00) em Brasília.

Jurgen Klinsmann, técnico alemão dos Estados Unidos e que dirigiu a 'Mannschaft' na Copa de 2006, descartou a possibilidade de um pacto com seu antigo auxiliar Joachim Löw, atualmente o treinador da Alemanha.

"Os dois times querem terminar na liderança do grupo. Queremos a ponta para chegar às oitavas de final", disse Klinsmann.

"Não é o momento de fazer ligações de amizade. Jogi (Joachim Löw) faz seu trabalho. Somos bons amigos e eu faço o meu trabalho, que é fazer todo o possível para avançar às oitavas de final.

Na memória coletiva, muitos se recordam do fatídico 25 de junho de 1982, na Copa do Mundo da Espanha, quando, em Gijón, a então Alemanha Ocidental venceu a Áustria por 1-0, um resultado que classificava as duas equipes e eliminava a Argélia.

Depois de um gol logo aos 10 minutos, as duas seleções apenas tocaram a bola para o lado por 80 minutos, no que ficou conhecido como 'a partido da vergonha'.

"Vocês estão falando sobre um jogo que aconteceu há décadas. Faz parte da história da Alemanha, não dos Estados Unidos. Basta olhar para o passado da seleção americana para entender que sempre fazemos de tudo para que as coisas possam ocorrer da maneira certa", se defendeu Klinsmann.

Do lado da 'Mannschaft', o auxiliar de Low, Hansi Flick, também descartou qualquer possibilidade de acordo entre as duas equipes.

"Tudo que posso dizer é um não categórico. Já falamos que queremos vencer esta partida, por isso jogaremos durante os 90 minutos", prometeu.

As duas seleções desejam a liderança da chave para evitar a Bélgica, líder do Grupo H, na próxima fase. Apesar das atuações fracas até aqui na Copa, os belgas, liderados por Eden Hazard, Romelu Lukaku, Marouane Fellaini, Thibaut Courtois e Vincent Kompany, são considerados um dos times mais talentosos do Mundial.

O primeiro do Grupo G enfrentará o segundo do H, que será definido na ultima rodada entre Rússia e Argélia.

Na partida de quinta-feira, Löw conta com Jérôme Boateng e Sami Khedira, que foram substituídos com dores no empate de 2-2 contra Gana.

Klinsmann não contará, mais uma vez, com o atacante Jozy Altidore.

Portugal, de Cristiano Ronaldo, último colocado no Grupo G, precisa golear Gana em Brasília para prosseguir no Mundial, mas não depende apenas de seu resultado.

Portugal e Gana ainda têm chances matemáticas de classificação, mas estarão à mercê do resultado entre alemães e americanos.

Com um CR7 sem brilho na Copa, depois das derrotas de 4-0 para a Alemanha e do empate de 2-2 contra os Estados Unidos, Portugal não terá vida fácil contra Gana, que perdeu por 2-1 para os Estados Unidos e empatou em 2-2 com a Alemanha, mas que nas duas ocasiões teve boas oportunidades e poderia ter saído de campo com resultados melhores.

Em caso de vitória sobre Gana, Portugal chegará a quatro pontos. Mas isto não basta se Alemanha e Estados Unidos empatarem, pois chegariam a cinco pontos cada.

Portugal precisa vencer Gana por um bom placar para reverter o saldo de gols de -4. Também conta com uma boa vitória dos germânicos sobre os americanos, que contam com um saldo de gols de +1.

Como exemplo, se Portugal derrotar Gana por 1-0, precisaria de uma vitória da Alemanha de 5-0 sobre os Estados Unidos para avançar na competição.

Mas se a equipe americana derrotar a Alemanha, CR7 e companhia teriam ainda mais dificuldades, pois os saldo de gols da Mannschaft é de +4.

Para Gana, com saldo de gols de -1, a situação é um pouco menos complicada. No caso de vitória de 1-0 sobre Portugal, os africanos precisariam apenas de um triunfo de 2-0 da Alemanha sobre os Estados Unidos para avançar às oitavas de final.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade