0

Antes de treino, Felipão faz reunião com elenco e psicóloga

1 jul 2014
14h58
atualizado às 15h15
  • separator
  • comentários

Conforme foi divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo nesta terça-feira, o técnico Luiz Felipe Scolari se encontrará com os jogadores para analisar as falhas e acertos na postura técnica, tática e psicológica da Seleção Brasileira durante esta campanha da Copa do Mundo. A reunião acontece antes do treinamento da equipe, marcado para as 15h30. No bate-papo informal que teve com seis jornalistas na tarde de ontem, o comandante admitiu que não está satisfeito com o rendimento do time dentro da competição.

<p>T&eacute;cnico da Sele&ccedil;&atilde;o Brasileira, Luiz Felipe Scolari ter&aacute; uma reuni&atilde;o com os jogadores para tratar os pontos falhos e os positivos da equipe</p>
Técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari terá uma reunião com os jogadores para tratar os pontos falhos e os positivos da equipe
Foto: Eric Gaillard / Reuters

Felipão esperou, inclusive, o fim das entrevistas dadas pelo volante Ramires e pelo goleiro Victor para iniciar a conversa. A reunião deve acontecer na presença da psicóloga Regina Brandão, que chegou a Teresópolis nesta terça para ter uma reunião com o treinador. Devem falar mais o treinador, além do auxiliar Flavio Murtosa e do coordenador técnico Carlos Alberto Parreira.

A meta, a partir de agora, é estabilizar os jogadores para a partida contra a Colômbia – e para as próximas, em caso de classificação. “Uma das estratégias é mostrar que o pior já passou. Em outras palavras, que um vexame de proporções enormes já foi evitado”, conforme divulgou o jornal O Globo em sua edição de hoje.

Ainda não se sabe se Regina Brandão terá uma reunião apenas com Felipão ou fará um trabalho parecido com o que fez no início da preparação do Brasil para a Copa do Mundo, conversando com um a um dos atletas e traçando um perfil de cada um deles. Nas entrevistas concedidas nesta terça-feira, Ramires e Victor foram bombardeados com perguntas relacionadas à questão emocional do grupo e ao choro constante de atletas em diversos momentos da competição.

O mesmo já havia acontecido com Fernandinho, na entrevista dada ontem. Victor fez questão de dizer que a atitude dos atletas nos jogos anteriores não é vista no grupo como uma maneira negativa. "O pessoal está colocando essa questão emocional como um peso, não vejo dessa forma. Vejo os jogadores vivendo essa Copa do Mundo com muito intensidade. Isso extravasa na hora do choro, mas não é negativo Prova disso é o Júlio César que chorou minutos antes e foi decisivo nos pênaltis. Não vejo isso como uma forma negativa, vejo como um orgulho de representar uma nação com 200 milhões de pessoas".

<p>Ramires disse que quest&atilde;o emocional &eacute; normal e que a Sele&ccedil;&atilde;o Brasileira est&aacute; pronta para o restante da competi&ccedil;&atilde;o</p>
Ramires disse que questão emocional é normal e que a Seleção Brasileira está pronta para o restante da competição
Foto: Nóbrega / Vipcomm

Ramires afirmou que a atitude dos atletas nas partidas anteriores tem que ser parte do passado. "Eu acho que está sendo bastante falada a questão psicologica. É uma emoção diferente que vivemos contra o Chile, já passei por isso numa final de Champions League. Vi jogadores muito mais experientes chorando. É uma emoção normal de jogo", disse.

"A gente teve uma conversa antes da Copa iniciar com a Regina (Brandão). Todo jogador está preparado para o que vier, depois do que passamos a gente está preparado. O emocional é pela partida. Tudo conta nessa hora, depende do jogador. O time está preparado para o que vier em questão emocional, extra-campo ou dentro de campo", completou o volante.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade