1 evento ao vivo

Chiellini considera excessiva a punição a Suárez

27 jun 2014
09h23
atualizado às 09h48

O zagueiro italiano Giorgio Chiellini, que sofreu a mordida de Luis Suárez na Copa do Mundo do Brasil, considerou nesta sexta-feira excessiva a punição imposta ao atacante uruguaio pelo incidente.

"Sempre considerei inequívocas as medidas disciplinares por parte dos órgãos competentes, mas, ao mesmo tempo, considero excessiva a sanção proposta", escreveu Chiellini em seu site oficial.

"Espero sinceramente que, pelo menos, permitam que fique com seus companheiros durante as partidas porque tal castigo é realmente alienante para um jogador", completou o italiano.

Suárez foi obrigado a deixar a concentração da seleção uruguaia no Brasil depois de ter sido punido na quinta-feira com nove partidas oficiais de suspensão e quatro meses de afastamento de qualquer atividade relacionada ao futebol pela mordida em Chiellini na partida em que o Uruguai venceu a Itália por 1-0 e garantiu vaga nas oitavas de final.

"Agora mesmo o meu pensamento está com Luis e sua família porque estão enfrentando um período realmente duro", completou o zagueiro da Juventus.

"Não sinto nenhum tipo de alegria, irritação ou sentimento de vingança a respeito de Suárez por um incidente que aconteceu no campo e já passou", afirmou Chiellini.

O italiano destacou que sente apenas "decepção pela partida".

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade