1 evento ao vivo

"Clone de Romarinho" brilha e desequilibra improviso de Mano

15 nov 2012
01h06
atualizado às 01h22
  • separator
  • comentários

Oitenta minutos de pânico para Leandro Castán na noite desta quarta-feira em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Improvisado na lateral esquerda pela segunda partida consecutiva com a Seleção Brasileira, o ex-zagueiro do Corinthians, e atualmente na Roma, não teve sossego. É provável que sonhe com Juan Guillermo Cuadrado por mais algumas noites. O ponta direita colombiano, autor do gol da seleção no empate por 1 a 1 no Estádio MetLife, foi o principal jogador da equipe contra o Brasil de Mano Menezes.

Autor do gol colombiano, Cuadrado foi comparado a atacante do Corinthians; ponta teve facilidade para atacar nas costas de Leandro Castán
Autor do gol colombiano, Cuadrado foi comparado a atacante do Corinthians; ponta teve facilidade para atacar nas costas de Leandro Castán
Foto: Reuters

» Veja como foi Brasil 1 x 1 Colômbia

Jogador da Fiorentina, Cuadrado mostrou por que deixou de ser lateral direito no futebol italiano e se tornou um ponteiro impetuoso. Com o suporte de James Rodríguez, outro destaque contra o Brasil, ele criou as melhores jogadas da Colômbia na partida. Veloz, driblador e decidido, já levava perigo até os 44min da primeira etapa. Foi ali que recebeu de Rodríguez às costas de Castán, que fechou a marcação por dentro e deixou espaço livre para a finalização de Cuadrado.

As redes sociais, então, explodiram entre os brasileiros. Cuadrado, com pele escura, cabelo peculiar e sempre sorridente, logo foi comparado a Romarinho, atacante do Corinthians. Na segunda etapa, continuou protagonista dos melhores momentos da Colômbia na partida. Nem mesmo o suporte de Thiago Neves, bastante recuado pela ponta esquerda para auxiliar a marcação, diminuiu a tormenta de Castán. Aos 23min, Cuadrado colocou com perfeição na cabeça de James Rodríguez. Era a chance da retribuição, mas a finalização não se transformou em gol.

Depois de o Brasil buscar o empate com Neymar, a seleção colombiana diminuiu o ímpeto e Cuadrado desapareceu do jogo. Quem também desapareceu foi Leandro Castán, trocado por Fábio Santos aos 35min. Jogador da posição, o corintiano foi preterido por Mano Menezes, que havia elogiado Castán no encontro de setembro contra o Japão. Sem Marcelo, Adriano e Alex Sandro, todos lesionados, o Brasil sentiu falta de um lateral de ofício. Sorte do Romarinho colombiano.

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade