0

Contra o Chile, Paraguai joga todas suas fichas para sonhar com Copa do Mundo

6 jun 2013
18h16
atualizado às 19h28

Presente em Copas do Mundo desde 1998, a seleção paraguaia tem um jogo importante na sua pretensão de conquistar um lugar no Mundial do Brasil, nesta sexta-feira, contra o Chile, em Assunção, já que uma derrota praticamente reduzirá suas chances de classificação.

A 'Albirroja' ocupa a última colocação nas Eliminatórias sul-americanas, com apenas oito pontos, faltando cinco jogos. Para a zona de repescagem - onde uma seleção do continente duelará com a quinta melhor da Ásia - a diferença já é de sete pontos. A Venezuela é quem ocupa o posto, com a quinta colocação, com 15 pontos.

Os chilenos também conquistaram 15 pontos até agora, mas levam vantagem sobre a seleção venezuelana pelo número de gols marcados durante a competição.

Para a partida, o técnico Gerardo Pelusso convocou 29 jogadores, e um dos principais jogadores da seleção do país, o atacante Nelson Valdez, do Valencia, está fora devido a uma lesão. Por outro lado, alguns veteranos reapareceram na lista, como o goleiro Justo Villar e o centroavante Roque Santa Cruz.

No Chile, a novidade para o duelo do Defensores del Chaco é o retorno do meia David Pizarro, da Fiorentina, que voltará a defender a seleção de seu país após sete anos de ausência, por decisão pessoal.

O jogo será arbitrado pelo gaúcho Leandro Vuaden, que será auxiliado por Emerson de Carvalho e Marcio Santiago.

Em La Paz, a Venezuela visitará a Bolívia lutando por uma vaga inédita em Copa do Mundo. Se vencer, e os chilenos perderem, a 'Vinotinto' entrará na zona de classificação para o Mundial do Brasil.

Os bolivianos, por sua vez, com nove pontos ganhos, vivem situação parecida com a seleção do Paraguai. Caso seja derrotada, a equipe do técnico espanhol Xabier Azkargota praticamente dará adeus às chances de ir à Copa do Mundo.

O atacante Marcelo Moreno, do Flamengo, que desfalcou a equipe nesta quarta-feira na derrota para o Náutico por 1 a 0, deverá começar o jogo de amanhã como titular.

Em outro duelo desta sexta-feira, que terá o carioca Marcelo de Lima Henrique como árbitro, colocará frente a frente a seleção peruana e a equatoriana, adversários que vivem momentos distintos nas Eliminatórias.

O Equador ocupa a vice-liderança com 20 pontos em 10 jogos e com uma vitória se aproxima da Copa. Na semana passada, em amistoso, a seleção foi derrotada pela Alemanha por 4 a 2, em amistoso realizado nos Estados Unidos.

Já o Peru está na sétima colocação em 11 pontos, e com uma vitória pode embolar a briga pela classificação. O lateral esquerdo do Yoshimar Yotún, do Vasco, o meia Luis Ramírez, da Ponte Preta e o atacante Paolo Guerrero, do Corinthians, deverão começar jogando.

Em outra partida da rodada, a líder Argentina, com 25 pontos, receberá a seleção colombiana, terceira colocada com 19 pontos, no Estádio Monumental de Nuñez.

EFE   

compartilhe

publicidade