2 eventos ao vivo

Delegação uruguaia fica "perplexa" com punição de Suárez e diz que apelará

26 jun 2014
13h38

A delegação do Uruguai que participa da Copa do Mundo ficou "perplexa" pela suspensão de nove partidas aplicada nesta quinta-feira a Luis Suárez por parte da Fifa e "apelará", disse à Agência Efe Roberta Pastoriza, integrante do Comitê Executivo (governo) da Associação Uruguaia de Futebol (AUF).

"Recebemos a notícia com perplexidade. O Comitê de Disciplina da Fifa atuou por convicção sem ter imagens ou documentos que aprovem sua decisão", disse Pastoriza, que é além disso secretário de seleções da AUF.

Na opinião da diretora, o ocorrido "deixa um antecedente muito perigoso para o futebol de todo o Mundo" e, além disso, "coloca em dúvida a transparência do esporte".

"Para as jogadas dentro de campo, a Fifa leva em conta cada vez mais a tecnologia, e parece correto, e para uma decisão tão dura atua por convicção, sem imagens. É muito preocupante", afirmou Pastoriza à Efe em declarações telefônicas desde Natal, onde a seleção uruguaia treina antes de viajar nesta tarde para o Rio de Janeiro.

Os uruguaios enfrentarão no dia 28 de junho a seleção da Colômbia no estádio Maracanã, em partida correspondente às oitavas de final da Copa do Mundo.

"Para o elenco celeste a notícia da sanção de Luis foi um golpe muito duro", destacou o diretor.

"Confio que a dor e a impotência que hoje sentimos se transforme em uma maior rebeldia da equipe para a próxima partida", acrescentou.

O Uruguai venceu a Itália por 1 a 0 na Arena das Dunas de Natal na última rodada do Grupo D, avançou para as oitavas de final e de quebra eliminou os italianos do torneio.

Perto do final da partida e com o marcador em 0 a 0, resultado que classificava a Itália, Suárez e o italiano Giorgio Chiellini trombaram dentro da área e ambos caíram no campo.

Na opinião do organismo ficou provado que o atacante uruguaio mordeu o ombro esquerdo de Chiellini durante o choque.

A Comissão Disciplinar da Fifa decidiu sancionar com 9 partidas Luis Suárez e inabilitá-lo durante quatro meses de "exercer qualquer classe de atividade relacionada com o futebol".

O comunicado da Comissão Disciplinar da Fifa considera "culpado o jogador Luis Suárez de ter violado o art. 48 do Código Disciplinar da Fifa (DF) ao agredir outro jogador, e o art. 57 do CDF por ter cometido uma ofensa à esportividade contra outro jogador".

A sanção o proíbe, além disso, durante quatro meses "de exercer qualquer classe de atividade relacionada com o futebol (administrativa, esportiva ou de outra classe)".

Além disso, foi imposta uma multa que chega a 100 mil francos suíços (US$ 111,7 mil).

A AUF apelará da decisão, mas essa medida só tem efeitos para atrasar o pagamento da multa e, eventualmente, se for aceita reduzir a sanção.

EFE   
publicidade