0

Dilma e Blatter são vaiados, e presidente da Fifa pede "fair play" a fãs

15 jun 2013
15h54
atualizado em 4/12/2013 às 13h46
  • separator
  • comentários

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, abriram a Copa das Confederações no Estádio Nacional Mané Garrincha, antes da partida entre a Seleção e o Japão na tarde deste sábado em Brasília. O que se viu, entretanto, foi o público entoar vaias e desconcertar a ambos. À direita de Dilma, estava José Maria Marin, que não falou ao microfone. 

<p>Joseph Blatter e Dilma Rousseff foram bastante vaiados pelos torcedores no Mané Garrincha</p>
Joseph Blatter e Dilma Rousseff foram bastante vaiados pelos torcedores no Mané Garrincha
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

"Prezados amigos do futebol em Brasília. Estamos todos unidos para uma verdadeira festa de futebol no país pentacampeão. A Fifa apresenta a gratidão às autoridades brasileiras lideradas pela presidente Dilma Rousseff", afirmou Blatter ao microfone, enquanto muitas vaias tomavam conta do Mané Garrincha. Nessa altura, todos jogadores já estavam no gramado.

As vaias começaram desde que a imagem da dupla surgiu no telão do estádio. Surpreso, Blatter pediu "respeito e fair play" aos torcedores. "Amigos do futebol brasileiro, onde está o respeito e o fair play, por favor?", disse o presidente da Fifa. Mas as vaias aumentarem ainda mais.

Enquanto isso, Dilma fazia cara de poucos amigos e se mostrava bastante desconcertada com a situação. Foi ainda a primeira aparição pública dela ao lado de José Maria Marin, presidente da CBF e membro do comitê executivo do Comitê Organizador Local. A presidente deixou qualquer discurso de lado e apenas disse: "declaro aberta a Copa das Confederações Fifa 2013". 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade