0

Dilma garante que Brasil está pronto para "melhor Copa do Mundo"

27 mai 2013
10h55

A inauguração de seis estádios para a Copa das Confederações, que começa no próximo mês, fizeram a presidente Dilma Rousseff garantir nesta segunda-feira, em seu programa semanal de rádio, que o Brasil está pronto para receber grandes eventos.

"Fiquei impressionada com a beleza e a modernidade desses novos palcos do futebol. A construção desses seis estádios mostra que nosso povo tem determinação, capacidade e competência para organizar a melhor Copa do Mundo de todos os tempos", afirmou a presidente no programa "Café da Manhã com a Presidente".

Dilma, que participou das inaugurações do Castelão, Mineirão, Maracanã, Arena Fonte Nova, Estádio Nacional Mané Garrincha e Arena Pernambuco, aproveitou para atacar os críticos da organização brasileira nos grandes eventos futuros.

"Parecia aquele velho complexo de vira-lata de que falava Nelson Rodrigues. Mas os trabalhadores que construíram esses estádios, os empresários contratados para fazer essas obras e todos os governos envolvidos provaram que o Brasil é capaz de aceitar desafios e cumprir os compromissos que assume pontualmente", disse a presidente.

"Tenho certeza de que o Brasil vai brilhar dentro e fora do campo. Vamos mostrar a todos os que vierem acompanhar os jogos, turistas internacionais e nacionais, jogadores e equipes técnicas, que nós sabemos receber, que somos um país alegre e pacífico. Tenho certeza de que todos que vierem nos visitar vão se apaixonar e vão querer voltar para a Copa do ano que vem", completou Dilma.

A presidente destacou a qualidade e a modernidade dos novos estádios, lembrando que estes serão complexos que oferecerão várias opções de diversão para a população. Um dos exemplos citados foi o Castelão, em Fortaleza, que já foi palco para um dos shows de Paul McCartney em sua mais recente passagem pelo país.

Além disso, Dilma citou que em todos os estádios foram adotadas medidas para garantir sustentabilidade ambiental, como de reaproveitamento da água, paineis solares para obtenção de energia, aparatos de ventilação e iluminação natural.

A presidente também destacou a importância econômica e social das obras nos estádios, que possibilitaram a criação de 24,5 mil postos de empregos.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade