0

Dilma inaugura Arena Pernambuco com "tabelinha" com governador

20 mai 2013
16h46
atualizado às 17h22
  • separator
  • comentários

A presidente Dilma Rousseff deu nesta segunda-feira o pontapé inicial da Arena Pernambuco, o último estádio a ficar pronto para a Copa das Confederações, que será disputada em junho em seis cidades brasileiras.

Ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, a presidente ainda fez um gol após uma "tabelinha" com Campos e tendo Aldo como goleiro.

Dilma inaugura Arena Pernambuco e marca primeiro gol

"Hoje nós mostramos, mais uma vez, que nós somos capazes de entregar, em parceria com o governo de Pernambuco, mais um estádio de alta qualidade", afirmou Dilma pouco antes de visitar o estádio. "Com isso, (estamos) encerrando o primeiro ciclo de estádios para a Copa."

A presidente mostrou bandeiras do Santa Cruz e do Sport e uma camisa do Náutico, os três principais clubes do Estado, mas não discursou no estádio.

Eduardo Campos se prepara para bater pênalti contra Rebelo
Eduardo Campos se prepara para bater pênalti contra Rebelo
Foto: Marcelo Pereira / Terra

A Arena Pernambuco, construída na cidade de São Lourenço da Mata (região metropolitana de Recife) a um custo de 532 milhões de reais, tem capacidade para 46 mil pessoas e receberá cinco partidas da Copa do Mundo de 2014 e três da Copa das Confederações: Espanha x Uruguai (16 de junho), Itália x Japão (19 de junho) e Uruguai x Taiti (23 de junho).

Em mensagem gravada, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse estar "ansioso para ir pessoalmente a Recife" e destacou o "legado" para a região com a construção do estádio, que terá também eventos de outros esportes, shows, feiras e convenções.

Um jogo entre operários que trabalharam na arena, ainda nesta segunda-feira, é o primeiro no estádio, porém com a capacidade reduzida para 15 mil pessoas. Na quarta-feira, será realizado o primeiro confronto com jogadores profissionais em campo, com as equipes de Náutico e Sporting, de Portugal.

Com a inauguração da Arena Pernambuco, todos os seis estádios da Copa das Confederações foram abertos, depois de atrasos e reclamações da Fifa.

No sábado, Dilma esteve na inauguração do estádio de Brasília, que abrirá a Copa das Confederações em 15 de junho, e também deu o pontapé inicial da arena. O estádio Nacional Mané Garrincha passou por reparos logo depois do primeiro jogo, já que houve problemas, como vazamentos nos banheiros, e os sinais de telefone e Internet não funcionaram "a contento".

Dilma e Campos fizeram tabelinha que terminou em gol
Dilma e Campos fizeram tabelinha que terminou em gol
Foto: Marcelo Pereira / Terra

"É para detectarmos estas falhas que estamos realizando os eventos-teste e as correções vão acontecer", disse o secretário extraordinário da Copa em Brasília, Claudio Monteiro, em comunicado.

Apenas dois dos seis estádios da Copa das Confederações, um teste para o Mundial de 2014, ficaram prontos no prazo inicial estabelecido pela Fifa (dezembro de 2012): o Castelão, em Fortaleza, e o Mineirão, em Belo Horizonte.

Devido aos atrasos nas obras, a Fifa estendeu a entrega até abril, quando foram inauguradas as arenas de Salvador e Rio de Janeiro.

*O fotógrafo viajou a convite da cervejaria Itaipava e da Oderbrecht.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade