0

Brasil foi implacável e deu lição, reconhece jornal argentino

6 set 2009
08h02
atualizado às 10h10
  • separator
  • comentários

Acostumado a usar humor e ironia para tratar da Seleção Brasileira, o jornal Olé mudou a tradicional postura para comentar a derrota argentina por 3 a 1 diante do Brasil, em Rosário, no último sábado.

» Veja fotos de Argentina x Brasil
» Veja fotos da torcida em Rosário
» Brasil faz 3 na Argentina e vai ao Mundial
» Confira a classificação atualizada
» Veja tabela e resultados da 15ª rodada
» Comente a vitória brasileira em Rosário

Com a manchete de "Não importa em que campo jogamos" - em referência à insistência do técnico argentino de jogar em Rosário -, o jornal guardou as ironias para a seleção comandada por Maradona e abusou dos elogios ao time de Dunga, primeiro a garantir vaga na Copa do Mundo nas Eliminatórias da América do Sul.

"Argentina se desmanchou de trás para frente, Brasil foi implacável e nos deu uma lição de hierarquia e jogo coletivo. Eles no Mundial e nós no forno", diz parte do texto sobre o jogo, que ainda fala na maior de todos os aprendizados dos argentinos em confrontos contra os brasileiros.

"Muitas vezes ao longo da história deste duelo de mil batalhas, Brasil nos brindou com lições apoiadas em seu interminável talento e fantasia futebolística. Nunca antes, como nesta noite, a 'Sctatch' deu à seleção argentina uma lição semelhante de hierarquia, ofício, capacidade técnica e jogo coletivo. Uma exibição de superioridade refletida linha por linha. Desde o goleiro até a último atacante, incluído Messi", disse.

Sobrou até para Maradona, maior ídolo da história do futebol argentino. "Rosário não resolveu o grande problema: a seleção não é uma equipe e Diego não encontra uma saída", afirma o jornal, que ainda elegeu Kaká o chefe da vitória brasileira e destacou o oportunismo de Luís Fabiano, autor de dois gols.

Com 22 pontos, a Argentina está na quarta colocação das Eliminatórias, limite para a classificação à Copa, e tem jogos considerados difíceis contra Paraguai e Uruguai nas últimas três rodadas.

"Difícil estar nos sapatos de Maradona, obrigado a se reerguer em um terreno inundado, enquanto seu rival de toda a vida sai de Rosário com uma classificação gigante", complementa o texto.

Já O jornal La Nación afirmou que a Argentina "sucumbiu perante o instinto assassino do Brasil", que mostrou eficácia e se classificou ao Mundial de 2010 depois de "aproveitar os descuidos" da defesa argentina.

"O Brasil bateu duramente e deixou a Argentina muito ferida", afirmou o Clarín , acrescentando que a vitória brasileira foi tão "dolorosa" quanto a sofrida pela Argentina há "exatamente" 16 anos, ao ser goleada pela Colômbia por 5 a 0.

O dominical Perfil destacou que o Brasil "ganhou bem" e que a Argentina "mais uma vez não teve respostas individuais nem coletivas de acordo com a expectativa" dos torcedores.

Com informações da agência EFE .

Jornal argentino diz em sua manchete que "não importa o campo" contra o Brasil
Jornal argentino diz em sua manchete que "não importa o campo" contra o Brasil
Foto: Reprodução
Redação Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade