0

Técnico dos EUA, Klinsmann escolhe São Paulo para "sonhar" com Mundial

11 out 2013
12h12
atualizado às 12h32
  • separator
  • comentários

A seleção dos Estados Unidos já está classificada para a Copa do Mundo de 2014, e o técnico Jürgen Klinsmann já pensa no Brasil. Em entrevista à revista norte-americana Sports Illustrated, o alemão revelou que já escolheu um lugar para se hospedar no ano que vem: a cidade de São Paulo.

<p>T&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o norte-americana admitiu que equipe tem poucas chances na Copa do Mundo</p>
Técnico da seleção norte-americana admitiu que equipe tem poucas chances na Copa do Mundo
Foto: Dado / Reuters

"Estive lá há dois anos, quando participei de um seminário com meu amigo Carlos Alberto Parreira. É um grande lugar, muito cosmopolitano, europeu. Mas também é uma cidade louca do futebol, com os times que estão lá", analisou, antes de elogiar o CT da Barra Funda, do Tricolor.

Mas Klinsmann sabe que terá que esperar um pouco mais, já que o sorteio do Mundial será realizado só dia 6 de dezembro. Será apenas depois desta data que todos saberão com quem e onde irão jogar as partidas da primeira fase da competição.

Campeão mundial em 1990, pela Alemanha, Klinsmann também sabe que dificilmente verá sua equipe erguendo o troféu mais cobiçado. No entanto, o comandante nacional pede para que os torcedores estadunidenses sonhem, assim como os gregos sonharam e foram recompensados em 2004.

"É um grande sonho, mas é justo sonhar. Todo mundo tem que ter um sonho. No futebol, tudo pode acontecer, algo que a Grécia mostrou na Eurocopa de 2004. Realisticamente, não temos chances, mas tudo pode acontecer. Ainda estamos abaixo das maiores nações do futebol", admitiu.

Há nove anos, a Grécia surpreendeu a Europa e o mundo após derrotar Portugal, então sob o comando técnico de Felipão, em pleno estádio da Luz, em Lisboa, na final. O único gol da decisão foi marcado por Charisteas, que acabou ofuscando o ainda jovem Cristiano Ronaldo.

Líderes do hexagonal final das Eliminatórias das Américas do Norte e Central, com 16 pontos, os Estados Unidos ainda têm mais dois compromissos: com a Jamaica, nesta sexta-feira, às 19h30 (de Brasília), e com o Panamá, na próxima terça, às 22h30.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade