0

Coreia do Norte só libera transmissão de vitórias na Copa

25 nov 2009
10h13
atualizado em 26/11/2009 às 15h47
  • separator

O líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jong-il, só aceitará que eventuais vitórias da seleção local sejam transmitidas no país durante a Copa do Mundo de 2010.

A televisão estatal está autorizada a veicular apenas os melhores momentos dos triunfos da equipe. Como o país não paga pelos direitos de transmissão, não haverá transmissão ao vivo de nenhuma partida.

Os principais lances ainda passarão por uma rígida censura antes de irem ao ar. Segundo o diário inglês The Sun, estão vetadas imagens de propagandas nos estádios, assim como o registro de torcidas adversárias.

Com isso, apenas uma restrita elite que tem acesso a outros canais de satélites poderá acompanhar jogos envolvendo outras seleções do mundo.

Os outros 99% da população de 29 milhões de habitantes do país não saberá quem ganhou a Copa. A menos que a Coreia do Norte vença a competição. Na Inglaterra, quem aposta no título do país asiático ganhará US$ 350 para cada US$ 1 investido.

A Coreia do Norte não participa há 44 anos do maior evento do futebol mundial. Em 1966, aliás, chocou o mundo ao superar a Itália na primeira fase e cair apenas nas quartas de final.

A seleção garantiu o retorno ao Mundial ao ficar em segundo lugar no Grupo 2 das Eliminatórias Asiáticas, à frente de Irã, Arábia Saudita e Emirados Árabes e atrás apenas da vizinha Coreia do Sul.

Líder norte-coreano censura a Copa do Mundo
Líder norte-coreano censura a Copa do Mundo
Foto: AP

Veja também:

Pelé é superestimado? Editor do L! avalia polêmica criada por site inglês
Fonte: Terra
publicidade