publicidade
19 de novembro de 2009 • 08h51 • atualizado às 09h18

Europeus condenam classificação francesa com gol de mão

Gallas marcou o gol de empate da França
Foto: AFP
 

Os torcedores franceses ainda celebram a classificação da seleção para a Copa do Mundo de 2010, mas a imprensa europeia optou por condenar o lance que definiu o empate por 1 a 1 com a Irlanda, na última quarta-feira, no Stade de France, em Saint-Denis. Na jogada, Henry dominou a bola com a mão e tocou para Gallas marcar, ao tempo que os irlandeses reclamaram muito com o árbitro, mas sem sucesso.

» Veja fotos do jogo
» ESPN: assista aos gols da partida
» Franceses lembram de Henry e falam em "La Mano de Dios"
» França faz gol irregular, empata com Irlanda e vai à Copa

"A França retirou a Irlanda, de Giovanni Trapattoni (técnico italiano), graças a um erro incrível do árbitro sueco Martin Hansson, que permitiu o gol bastante irregular de Gallas, depois de Henry tocar na bola com a mão e, em seguida, servir o companheiro", diz o Corriere dello Sport, da Itália.

Classificados antecipadamente à Copa como os italianos, os ingleses também repercutiram o lance. "Irlanda acusa fraude de Thierry Henry, depois que a 'Mão de Deus' enviou a França para a Copa do Mundo", afirma o The Sun, relembrando o lance em que Maradona marca um gol com a mão no Mundial de 1986, contra a Inglaterra.

"Um erro da arbitragem fez cair por terra um magnífico trabalho da Irlanda", diz o As, da Espanha, lembrando que a equipe, no tempo normal, reverteu a derrota por 1 a 0 sofrida para a França no jogo de ida da repescagem. "Quando parecia que a disputa iria para os pênaltis, Henry controlou a bola escandalosamente com a mão e Gallas marcou o gol que definiu o jogo", completa.

Redação Terra