1 evento ao vivo

Fifa quer explicações depois de tragédia na Costa do Marfim

30 mar 2009
10h47
atualizado às 10h56

A tragédia ocorrida nesse domingo antes da partida entre Costa do Marfim e Malawi, que matou pelo menos 22 pessoas e feriu outras 132 no estádio Houphouet-Boignyna, em Abidjan, será investigada pela Fifa. O órgão máximo do futebol pediu um relatório completo para apurar os possíveis responsáveis pelo acidente.

» Veja fotos do tumulto
» Tumulto deixa 22 mortos em jogo da Costa do Marfim pelas Eliminatórias

Segundo relatos, o estádio, com capacidade para 45 mil pessoas, estava com 50 mil antes de começar a partida válida pelas Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo de 2010. Além disso, mais 50 mil estavam fora do Houphouet-Boignyna tentando entrar.

A superlotação forçou um muro que desabou. Após a queda, criou-se uma confusão generalizada, que teria causado a tragédia. Mesmo com o acidente, o jogo foi realizado e a seleção da Costa do Marfim goleou Malawi por 5 a 0.

Depois de enviar uma mensagem de apoio às vítimas, Joseph Blatter, presidente da Fifa, pediu explicações à Federação de Futebol da Costa do Marfim e às autoridades locais.

Presidente Joseph Blatter lamentou o incidente ocorrido na Costa do Marfim
Presidente Joseph Blatter lamentou o incidente ocorrido na Costa do Marfim
Foto: Reuters
Fonte: Gazeta Press

compartilhe

publicidade
publicidade