4 eventos ao vivo

Técnico do Irã pede demissão antes de estrear

22 abr 2009
12h01
atualizado às 12h26

O técnico Mohamad Mayelikohan, anunciado recentemente no comando da seleção do Irã, pediu demissão sem ter estreado no cargo. Segundo a imprensa local, o treinador saiu devido a uma briga com Amir Ghalenoei, à frente do Esteghlal, um dos clubes mais populares do país.

Mayelikohan, que ainda está no Saipa, chamou Ghalenoei de "agitador" após um encontro entre os dois clubes.

A federação iraniana de futebol confirmou a saída de Mayelikohan e busca um "substituto qualificado".

Em 6 de abril, o técnico tinha sido anunciado como substituto do ex-jogador Ali Daei, demitido após a derrota da seleção para a Arábia Saudita em Teerã, que complicou suas pretensões nas Eliminatórias Asiáticas à Copa do Mundo de 2010.

O Irã volta a jogar diante da Coreia do Norte, em 6 de junho, e precisa de um bom resultado em Pyongyang para manter as chances de classificação à África do Sul.

Os norte-coreanos dividem a vice-liderança da chave com a Arábia Saudita. Ambos têm dez pontos, enquanto o Irã é o quarto, com seis.

Apenas os dois primeiros da cada chave avançam direto à Copa, e os terceiros colocados fazem um playoff para decidir quem pega a Nova Zelândia, campeã da Oceania, na repescagem.

EFE   
publicidade