publicidade
12 de fevereiro de 2014 • 07h49 • atualizado às 07h57

Espera por Fred expõe dependência de Scolari por homem de área na Seleção

Técnico admitiu que "espera por quem tem sua confiança", e cogita colocar até mesmo Neymar no posto, caso o atacante não se recupere de suas seguidas lesões

Felipão está preocupado com lesão de Fred Foto: Alexandre Loureiro/Vipcomm / Divulgação
Felipão está preocupado com lesão de Fred
Foto: Alexandre Loureiro/Vipcomm / Divulgação
  • André Naddeo
    Direto do Rio de Janeiro (RJ)
 

Foi assim com Nuno Gomes e Pauleta, foi assim com Ronaldo Fenômeno e Luisão. Seja por Portugal, em 2006, seja pelo Brasil, em 2002, Luiz Felipe Scolari gosta de armar suas equipes pensando em uma Copa do Mundo com um homem de referência no ataque. O legítimo camisa 9. Isso não é novidade para ninguém.

O que o próprio Felipão não esperava era que o seu centroavante para o Mundial de 2014, em pleno solo brasileiro, fosse dar mais trabalho nesse sentido do que o próprio Ronaldo em 2002, que voltava de uma seríssima lesão no joelho para se consagrar pentacampeão do mundo – deixando de fora Romário.

Fred teve uma nova lesão muscular no último final de semana e fez com que o treinador não só alterasse a grade da convocação para o último amistoso antes do chamado final para Copa, contra a África do Sul, em 5 de março, como expusesse uma espécie de dependência tática pela manutenção de um homem referência no ataque. Isso ficou bem claro na entrevista para os jornalistas após a divulgação dos 16 jogadores que atuam no exterior – aguardando, assim, a condição dos que atuam no futebol nacional.

“Sim, é isso mesmo”, disse, balançando a cabeça, ao confirmar a um dos repórteres que não abre mão desse seu estilo de jogo. “Gosto de centroavante participativo, de área, que possa fazer um recuo para dar chance para quem vem de trás também”, explicou o treinador da Seleção Brasileira.

Fred sofreu nova lesão muscular, mas já voltou a treinar na última terça-feira e tem chances de estar em campo contra o Boavista, no sábado, pelo Campeonato Carioca. “Preocupa, sim”, confessou Scolari. “Mas não estou esperando só ele”, despistou. “Se for da minha confiança, vou esperar”, completou.

Felipão brinca com 'erros' sobre possíveis convocadosClique no link para iniciar o vídeo
Felipão brinca com "erros" sobre possíveis convocados

O atacante, de fato, conta com a confiança do comandante da Seleção Brasileira. Ao lado de Neymar, com nove gols, é o artilheiro da era Felipão, que assumiu a equipe depois da demissão de Mano Menezes, ainda no final de 2012. “São várias situações para se analisar, se tiver que esperar, eu vou”, reiterou o técnico.

Tamanha é a fixação de Scolari pelo seu estilo de jogo que ele já planeja não apenas a opção de Jô e Leandro Damião, mas escalar o próprio Neymar como homem de referencia. “Ele já atuou no Barcelona assim”, explicou. “Mas tomem cuidado com os palpites, vocês andam errando demais”, brincou ainda, deixando claro que se é birrento e bate o pé em suas decisões, ao menos tem obtido êxitos seguidos. Romário que o diga.

Terra