0

Estreia de Dante empolga Felipão: Seleção ganhou mais um zagueiro

7 fev 2013
10h00
atualizado às 11h25
  • separator
  • comentários

Eleito o melhor zagueiro do Campeonato Alemão na temporada passada, quando atuava pelo Borussia Mönchengladbach, Dante fez sua estreia pela Seleção Brasileira na última quarta-feira durante o amistoso contra a Inglaterra no Estádio de Wembley, em Londres. Mesmo com a derrota por 2 a 1, o técnico Luiz Felipe Scolari elogiou a atuação do “experiente novato” (o jogador tem 29 anos de idade) e sinalizou que o defensor do Bayern de Munique deve ganhar cadeira cativa no grupo que está sendo formado.

<p>Estreante formou dupla no setor defensivo com David Luiz</p>
Estreante formou dupla no setor defensivo com David Luiz
Foto: Mowa Press / Divulgação

“Estou muito satisfeito (com Dante) e acho que a Seleção ganhou mais um zagueiro para o futuro”, afirmou o treinador após a partida. Dante, que formou dupla de zaga com David Luiz, faz parte do grupo de jogadores convocados que atuam na Europa e que já estão chegando ao final da temporada. Por isso, conseguiu mostrar melhor condição física que alguns companheiros.

Apesar dos elogios e da boa atuação, o jogador preferiu não avaliar sua estreia no time canarinho. “Procurei ajudar meus companheiros da melhor maneira possível. Mas não estou acostumado a avaliar minha performance individual, mas sim coletiva. Acho que tentamos fazer o máximo, mesmo com apenas um dia para treinar. Apesar da derrota, é preciso levantar a cabeça e seguir em frente”, ponderou.

Ele, entretanto, não escondeu que ficou bastante emocionado com a primeira partida pela Seleção Brasileira. “Muita emoção. Já no hino nacional comecei a cantar e lembrei de quando via pela televisão. E agora todo mundo olhando. Foi algo que, claro, fez o coração palpitar. A Seleção Brasileira não é dinheiro, é só emoção, coração que fala. Espero ter outras emoções como essa”, afirmou.

O zagueiro ainda confessou que pretende colocar a camisa utilizada na estreia em lugar de destaque em sua casa, como recordação da partida em Wembley, mesmo com a derrota para a Inglaterra. “A camisa precisa ser guardada. É uma honra vestir essa camisa e agora preciso colocá-la num quadro, guardar com o maior orgulho. Espero, quem sabe, continuar sendo chamado, ter oportunidades, porque é um orgulho vestir essa camisa.”

Felipão rasga elogios ao zagueiro do Bayern de Munique

O jogador do Bayern de Munique reconheceu que a Seleção apresentou algumas falhas na partida desta quarta, mas acredita que o resultado poderia ter sido diferente. “Foram vários fatores que poderiam ter mudado a história do jogo, como o pênalti e outras oportunidades. Eles aproveitaram as mínimas chances que tiveram, a gente não”, analisou. “Acho que são coisas para se continuar autocriticando. O futebol é assim mesmo e acho que precisamos reconhecer que foi só um dia de trabalho. Mas estamos no caminho certo.”

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade