0

Felipão ataca "ciúme" da mídia: não gostou, vai pro inferno

3 jul 2014
18h25
atualizado às 18h45
  • separator
  • 0
  • comentários

Como era de se esperar, o técnico Luiz Felipe Scolari respondeu a algumas indagações sobre o bate papo informal que teve com seis jornalistas na última segunda-feira, na Granja Comary. A atitude do treinador causou um certo mal estar entre os outros profissionais que cobrem a Seleção Brasileira em Teresópolis, nos últimos dias. Respondendo às críticas, Felipão declarou que não pode agradar a todos e ironizou o ciúme causado após sua atitude por querer conversar com "seus amigos", como ele mesmo declarou. 

<p>Técnico Luiz Felipe Scolari rebateu as críticas em torno da conversa informal que teve com seis jornalistas na última segunda-feira</p>
Técnico Luiz Felipe Scolari rebateu as críticas em torno da conversa informal que teve com seis jornalistas na última segunda-feira
Foto: Yves Herman / Reuters

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

"Não tenho como descer para conversar com todo mundo. Tem alguns que são mais meus amigos e chamei para conversar. Como eu fazia em 2002, com 7, 8 ou 10 que eu conversava lá no Japão. Não foram convidados porque quem sabe não goste tanto ou porque não queria conversar. Alguns (dos que convidei) têm relacionamento dificil com a CBF, como é o caso do Juca (Kfouri), nem por isso deixei de conversar, porque ele é meu amigo de 30 anos. Não pode existir ciúme de homem. De mulher já nem sei como é, agora ciúme de homem é brabo", alfinetou Felipão.

Indagado por Juca Kfouri se ele se arrependeu da conversa com ele e os outros cinco jornalistas, Felipão negou e ainda criticou novamente os que não gostaram da sua postura. "Não...Por sinal, agora no sábado ou no domingo vou fazer só com mulheres. Estão convidadas, para falar como estão vendo o time com a visão feminina. Agora, se eu não puder fazer as coisas que gosto de fazer, se tenho que ser pautado pra fazer com A ou B, não adianta, eu vou fazer. Gostou, gostou. Se não gostou, vai para o inferno". 

As alfinetadas do treinador não foram somente para os jornalistas que fazem a cobertura da Seleção Brasileira. O comandante da Seleção também deu mais uma crítica implícita ao técnico Louis Van Gaal, da Holanda, que antes do fim da primeira fase acusou o Brasil de favorecimento por poder escolher o adversário nas oitavas de final. 

"Cinco das oitavas de final terminaram na prorrogação ou nos pênaltis. E um deles não foi porque o time dele, do senhor que disse ter um complô para o Brasil, foi ajudado", afirmou o treinador da Seleção Brasileira, fazendo referência ao pênalti marcado em cima de Robben, que acabou causando a virada dos holandeses sobre o México, no último domingo.

Na conversa com os seis jornalistas, Felipão já havia criticado o fato de a imprensa brasileira ter dado um destaque excessivo para o pênalti marcado em cima de Fred, na estreia do Mundial contra a Croácia, e não terem repercutido com veemência o lance do jogo entre Holanda e México.

Neymar x James Rodriguez Neymar x James Rodriguez

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade