5 eventos ao vivo

Fifa abre processo disciplinar contra Suárez por mordida

25 jun 2014
01h26
atualizado às 06h13

A Fifa abriu um processo disciplinar contra o atacante e astro da seleção do Uruguai Luis Suárez por morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini, informou a instituição na noite desta terça-feira.

O atacante do Liverpool, reincidente neste tipo de agressão, corre o risco de não atuar mais nesta Copa do Mundo, após o Uruguai vencer a Itália por 1 a 0 e avançar às oitavas de final.

"O jogador e a Federação Uruguaia estão convidados a apresentar sua posição e provas que estimem relevantes até o dia 25 de junho", assinalou a Fifa.

O Uruguai disputará sua partida das oitavas no dia 28 de junho, contra a Colômbia, no Maracanã.

O árbitro mexicano Marco Rodriguez ignorou o lance, mas o artigo 77 do código disciplinar da Fifa prevê a possibilidade de imposição de pena ao atleta mesmo sem a advertência do juiz durante o jogo.

Suárez provocou o incidente aos 34 minutos do segundo tempo, quando se irritou com a marcação de Chiellini, mordeu o zagueiro italiano no ombro e caiu como se tivesse sido agredido.

"Suárez me mordeu, ele deveria ter sido expulso", disse o jogador da Juventus depois da partida.

"Me morderam, está claro, ainda tenho a marca", reafirmou Chiellini em entrevista ao canal italiano RAI. "O árbitro deveria ter marcado e dado o vermelho, porque ele também simulou".

O gol da classificação uruguaia veio aos 36 minutos do segundo tempo com o zagueiro Diego Godín, que subiu mais alto do que a zaga italiana num escanteio e mandou de ombro para o fundo da rede.

Suárez já protagonizou incidentes semelhantes no passado.

Em 2010, quando jogava pelo Ajax, da Holanda, foi suspenso por sete partidas por morder o holandês Otman Bakkal, do PSV. O gesto rendeu a ele o apelido de "Canibal do Ajax".

Na Inglaterra, já no Liverpool, ele recebeu uma suspensão de dez partidas por morder o sérvio Branislav Ivanovic, do Chelsea, em 2013.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade