0

França vence Nigéria e avança às quartas de final da Copa

30 jun 2014
15h38

Com dois gols no fim da partida, a França confirmou o favoritismo e derrotou a Nigéria por 2 a 0 em Brasília, nesta segunda-feira pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

Os franceses só abriram o placar aos 35 minutos do segundo tempo com Paul Pogba de cabeça e fecharam a conta num gol contra de Joseph Yobo nos acréscimos da partida.

"Não tenho palavras no momento. Sabemos que temos um país nos apoiando. Fazer esse gol nos deu liberdade para jogar. Estou feliz pela equipe, por toda a França", disse o herói do jogo, o meia Pogba.

Com a vitória, a França se classificou para as quartas de final da Copa e enfrentará na próxima quarta, no Maracanã, o vencedor do confronto entre Argélia e Alemanha, que duelam ainda nesta segunda em Porto Alegre.

"Jogamos bem, mas o futebol é assim, a derrota pode acontecer a qualquer momento. Não vamos criticar individualidades. Jogamos como equipe e perdemos como equipe", lamentou por sua vez o técnico nigeriano, Stephen Keshi.

Mesmo sem o craque Frank Ribéry, cortado antes do Mundial com uma lesão nas costas, Didier Deschamps montou uma equipe ofensiva e eficiente.

No meio de campo, os franceses entraram em campo com Pogba, Cabaye e Matuidi, jogadores fisicamente fortes e que chegam bem ao ataque.

Na frente, estavam o rápido Valbuena aberto pela direita, e os matadores Benzema, pela esquerda, e Giroud, mais centralizado.

Com essa equipe, a França passou com facilidade pela Grupo E, chegando até a golear a Suíça, cabeça de chave, por 5 a 2.

Do outro lado, porém, os franceses encontraram um time nigeriano experiente e veloz. Com os ótimos Musa, Odemwigie e Emenike, os africanos, que passaram em segundo lugar no Grupo F, surpreenderam a França e criaram as melhores chances do primeiro tempo.

Aos 19 minutos, a Nigéria teve até um gol de Emenike anulado. O atacante aproveitou um cruzamento na área para se antecipar à zaga e tocar para o gol francês, mas o bandeirinha anulou o lance, marcando impedimento duvidoso do nigeriano.

A França reagiu aos 22. Pogba recebeu na entrada da área e acertou um lindo voleio, obrigando Eneyama a fazer grande defesa.

Aos 39, a arbitragem foi responsável por mais uma polêmica. Numa cobrança de escanteio, Evra claramente segurou Odemwingie dentro da área, impedindo o atacante africano de subir na bola. O árbitro americano Mark Geiger não viu e mandou o lance seguir.

No segundo tempo, a França voltou melhor e, apesar de dar algumas chances ao ataque nigeriano em chutes de fora da área de Emenike, aos 15, e Odemwingie, aos 23, armou uma pressão que levou os 'Bleus' à vitória.

Aos 26, Benzema tabelou com Griezmann, recebeu cara a cara com Enyeama e chutou. O goleiro nigeriano defendeu, a bola bateu no atacante e foi lenta em direção ao gol. Moses afastou o perigo de vez em cima da linha.

Aos 34, Benzema recebeu cruzamento na área e, de cabeça, obrigou o goleiro das 'Super Águias' a fazer outra grande defesa.

Totalmente acuada, a Nigéria acabou levando um gol no lance seguinte. Após um escanteio, Eneyama, nome do jogo até então, não conseguiu afastar e a bola caiu na cabeça de Pogba, que mandou direto para as redes.

O gol não relaxou os franceses, que continuaram atacando e foram recompensados com um segundo gol nos acréscimos.

Após uma cobrança curta de escanteio, Valbuena cruzou para Griezmann, que furou, mas a bola bateu em Yobo, que vinha logo atrás na marcação e mandou contra as próprias redes.

Ao som do apito final, os torcedores franceses que invadiram a capital brasileira cantaram o bonito hino francês, emocionando a equipe europeia, que agora é uma das oito melhores seleções do mundo.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade