publicidade
22 de maio de 2012 • 18h29

Governador confirma que dias de jogos em PE serão feriado na Copa

Eduardo Campos anunciou nesta terça-feira detalhes da Copa do Mundo em Pernambuco Foto: Andréa Rêgo Barros / Divulgação
Eduardo Campos anunciou nesta terça-feira detalhes da Copa do Mundo em Pernambuco
Foto: Andréa Rêgo Barros / Divulgação
 
Eduardo Amorim
Direto do Recife

Durante a entrevista coletiva na qual confirmou que Pernambuco está confirmada entre as seis sedes da Copa das Confederações de 2013, o governador Eduardo Campos deixou claro também que os dias de jogos da Copa do Mundo serão feriados no Estado. Como a competição coincide com o período tradicional de festas juninas no Nordeste, os feriados acabarão criando em 2014, pelo menos em termos de número dias de folga para os trabalhadores, o maior São João de todos os tempos.

» Quem é o presidente ideal para a CBF? Veja "candidatos" e vote no melhor

A Arena Pernambuco terá cinco jogos da Copa de 2014. A primeira partida seria em um sábado, dia 14 de junho, dois dias após a festa de Santo Antônio. O que chama atenção é que as datas das duas partidas seguintes criam um feriado prolongado só comparado ao do Carnaval. Trabalhadores e estudantes ficariam sem a obrigação de suas atividades de uma sexta-feira (dia 20) até a segunda seguinte (23). Na terça (24), dia de São João, porém, não deve haver feriado.

Na outra quinta-feira, dia 26, será realizada a quarta partida da Copa do Mundo na Arena Pernambuco, e o último jogo será no domingo, dia 29 de junho, data que marca o encerramento das festas juninas e o Dia de São Pedro.

O secretário extraordinário da Copa de Pernambuco, Ricardo Leitão, quando do anúncio das datas dos jogos, disse que o Governo do Estado estava preocupado com a coincidência com as festas juninas, especialmente da partida que cai na véspera de São João, já que a noite de 23 de junho é a data mais importante das festividades. No entanto, Leitão garantiu que todas as precauções, inclusive de solicitação de policiamento, serão tomadas para que o jogo seja realizado com sucesso.

Na coletiva, o governador Eduardo Campos tranquilizou a quem está preocupado com a organização do evento. "Pernambuco tem tradição de futebol. O Santa Cruz na Série D levou mais de 46 mil pessoas ao Arruda. Temos um policiamento que treinou e se capacitou nessa área. E grandes eventos culturais como o São João e o Carnaval", disse Campos.

Para encerrar, ele chegou a afirmar que "a gente tem usado o gancho da Copa para arrumar dinheiro. Quem precisa de mobilidade é a cidade", dando a entender que, como os jogos da Copa serão em feriados e a Arena Pernambuco fica distante do Recife, contando com uma estação de metrô própria, o trânsito não deve causar muitos problemas.

Brisa Comunicação e Arte – Especial para o Terra