PUBLICIDADE

Jornal: Fifa alerta redes sociais contra revenda ilegal de ingressos da Copa

25 dez 2013 08h20
| atualizado às 10h04
ver comentários
Publicidade
<p>Fifa, do secretário-geral Jérôme Valcke, quer combater revenda ilegal de ingressos da Copa</p>
Fifa, do secretário-geral Jérôme Valcke, quer combater revenda ilegal de ingressos da Copa
Foto: Ricardo Moraes / Reuters

Segundo o jornal Folha de S. Paulo desta quarta-feira, a Fifa notificou empresas que administram redes sociais importantes, como Facebook, Twitter e Linkedin, sobre a revenda ilegal de ingressos para a Copa do Mundo de 2014.

A entidade que comanda o futebol mundial pediu que as companhias tomem medidas contra usuários que usam as páginas para comercializar os bilhetes, o que é ilegal - nas normas da Fifa, qualquer negociação de ingresso, inclusive a revenda, deve ser feita por meio de seu site oficial.

No Facebook, há até grupos abertos, que não necessitam de autorização do moderador para participar, criados especificamente para comercializar ingressos da Copa. Alguns são vendidos a um preço até cinco vezes mais caro, o que constitui crime segundo o Estatuto do Torcedor.

Atualmente, a Fifa disponibiliza em seu site a segunda fase da venda de ingressos para o Mundial, que vai até dia 30 de janeiro e determina por sorteio os torcedores que receberão entradas.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade