PUBLICIDADE

Jornal: mais caro da Copa, estádio do DF tem desvios de R$ 212 mi

27 jan 2013 - 09h19
(atualizado às 09h25)
Ver comentários
Publicidade

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o Estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha), no Distrito Federal, tem em seu orçamento distorções que chegam à marca de R$ 212,3 milhões. Arena mais cara da Copa do Mundo de 2014, com custo estimado de R$ 1,5 bilhão, o estádio foi investigado pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), que cobra a devolução de R$ 99,9 milhões do consórcio construtor, e abriu prazo de defesa para o governo local explicar outros R$ 112,4 milhões em desvios identificados. Os problemas encontrados são, entre outros, superfaturamento, cobrança dupla de serviços, erros de quantitativos e mudanças no projeto original.

Tribunal de Contas do Distrito Federal identificou irregularidades no Estádio Nacional de Brasília
Tribunal de Contas do Distrito Federal identificou irregularidades no Estádio Nacional de Brasília
Foto: Diogo Alcântara / Terra

» Veja os projetos e as obras da Copa de 2014

O orçamento do Mané Garrincha já estourou 57,9% em relação ao valor inicial de R$ 696,6 milhões. A expectativa é que o valor ultrapasse R$ 1,5 bilhão, já que alguns itens da obra, licitados à parte, ainda não foram computados: cobertura, assentos, painéis, gramado e heliporto são alguns exemplos. O valor do estádio inchou por causa de 21 aditivos ao projeto original, dos quais 14 foram questionados. Em defesa, o governo do Distrito Federal negou qualquer irregularidade com os gastos da reforma e disse que respondeu a todos os questionamentos do TCDF.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade