Terra na Copa

publicidade
23 de novembro de 2012 • 15h56 • atualizado em 28 de Novembro de 2012 às 14h31

Mano é demitido da Seleção; CBF anuncia substituto em janeiro

Mano Menezes deixa Seleção Brasileira, após dois anos e três meses
Foto: Daniel Ramalho / Terra

Mano Menezes não é mais técnico da Seleção Brasileira. A demissão do treinador foi acertada nesta sexta-feira em conjunto por José Maria Marin, presidente da Confederação Brasileira de Futebol, e Marco Polo del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, em reunião na sede da FPF. O substituto será anunciado somente em janeiro. O restante da comissão técnica também foi dispensado.

» Confira os candidatos para assumir Seleção após queda de Mano

O diretor de seleções da CBF, Andrés Sanchez, segue no cargo. Em entrevista coletiva realizada instantes após a reunião, o dirigente afirmou ter sido contrário à decisão. "Respeito, entendo os argumentos, mas é uma quebra de trabalho que não é o momento correto. Voto vencido é voto vencido, não era o momento", afirmou.

Mano assumiu a Seleção Brasileira no dia 26 de julho de 2010, depois da queda do time comandado por Dunga nas quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul. Em dois anos e três meses, o Brasil foi eliminado nas quartas de final da Copa América 2011 (derrota nos pênaltis para Paraguai) e venceu duas edições do Superclássico das Américas, torneio amistoso contra a Argentina. Pela equipe olímpica em Londres 2012, o time brasileiro ficou com a medalha de prata, após perder final para o México.

O treinador iniciou um processo de reconstrução após o vice na Olimpíada e conseguiu resultados e atuações melhores, contando ainda com o retorno do veterano meio-campista Kaká. A demissão ocorre dois dias depois da conquista da edição 2012 do Superclássico das Américas, em Buenos Aires.

Mano deixa a Seleção após 40 jogos em que conseguiu 27 vitórias, seis empates e sete derrotas, um aproveitamento de 72%, somando-se jogos oficiais e pela equipe olímpica. O melhor resultado foi a goleada por 8 a 0 sobre a China, e a principal derrota, em número, foi o revés por 2 a 0 para o México.

Confira a seguir a nota oficial da CBF:
O presidente da CBF, José Maria Marin, nesta tarde, após reunião com o diretor de Seleções, Andrés Sanchez, resolveu dissolver toda a comissão técnica da Seleção Brasileira de Futebol.

A nova comissão técnica será anunciada no mês de janeiro.

Emerson Ávila continua como técnico da Seleção Sub-20. O novo técnico da Seleção Feminina de futebol será o senhor Márcio Oliveira.

» Confira os candidatos para assumir Seleção após queda de Mano

 

Terra