2 eventos ao vivo

Maracanã deve ser entregue em fevereiro e custará mais R$ 20 mi

7 nov 2012
15h55
atualizado às 16h53

Marcus Vinícius Pinto
Direto do Rio de Janeiro

Com as obras em bom ritmo, a entrega do estádio do Maracanã à Fifa está confirmado para o dia 28 de fevereiro do próximo ano. Mas ainda sem ter uma festa prevista, nem amistoso da Seleção Brasileira marcado (provavelmente contra a Inglaterra, em março) e sem saber se poderá ser utilizado no Campeonato Carioca.

» Tatu, gaucho e cachorrinho; veja evolução dos mascotes das Copas

"Vamos entregá-lo à Fifa que tem uma série de pontos para que sejam realizados eventos-teste e eles e que vão decidir", disse Marcia Lins, secretária de esportes do Estado do Rio durante cerimônia de apresentação de um novo projeto de sustentabilidade relacionado com as cadeiras do novo estádio.

O secretário da Empresa Municipal de Obras Publicas, Ícaro Moreno, responsável pelas obras, afirmou entretanto que 28 de fevereiro é a entrega do estádio, mas não a inauguração oficial. "Ainda teremos toda a parte de obras estruturais provisórias exigidas pela Fifa tanto ao Governo do Estado, quanto aos patrocinadores, e isso vai ser feito na sequência", disse. A primeira partida confirmada até agora no novo Maracanã e no dia 13 de junho, na abertura das Copa das Confederações, quando o estádio estará completando 63 anos.

Essas obras ainda vão entrar em licitação e devem custar cerca de R$ 20 milhões. Além disso ainda existe uma parceria com a prefeitura para que todas as obras do entorno do estádio, de calçadas, iluminação, paisagismo estejam em sintonia e tenham o mesmo formato. "Para que, quem venha ao estádio não pise em uma calçada diferente da outra, por exemplo" disse Ícaro, lembrando que a Fifa já está trabalhando diretamente com o Governo para que tudo saia conforme as exigências da entidade. "Mas esse custo já estava previsto", afirmou.

Nos próximos dias começa a ser colocada a nova cobertura do estádio. E aproveitando o andamento das obras, o Maracanã vai ter novidades também nas novas cadeiras. Uma parceria entre a Giroflex, fabricante das cadeiras, e a Coca-Cola vai levar ao público uma campanha de reciclagem de garrafas Pet, para que cerca de 6,7 mil cadeiras especiais do novo estado ganhem uma cobertura feita em material reciclável.

A intenção e que o Maracanã sirva de exemplo para outras obras do estado na questão de sustentabilidade, já que a previsão dos construtores é pela redução em 30% do consumo de água e 8% na energia elétrica. "Vamos aproveitar a experiência que temos com a parceria com mais 450 cooperativas de catadores em todo o Brasil para tornar essa campanha mais efetiva", disse o diretor de sustentabilidade a empresa no Brasil, Victor Bica Neto, que pretende levar a novidade aos outros 11 estádios da Copa de 2014.

Falando em cadeiras, outra questão que ainda esta sem resolver e o que fazer com os detentores de cadeiras perpetuas no Maracanã durante a Copa. Márcia Lins disse que o assunto esta sendo tratado pela Casa Civil, com forma de compensar essas pessoas durante o mundial, já que, de acordo com as regras da Fifa, elas não tem direito a lugar no estadio durante o mundial, a não ser que paguem ingressos.

Maracanã terá que passar por melhorias antes de ser entregue à Fifa
Maracanã terá que passar por melhorias antes de ser entregue à Fifa
Foto: Reuters
Fonte: Terra
publicidade