Terra na Copa

publicidade
23 de novembro de 2012 • 18h19 • atualizado em 28 de Novembro de 2012 às 14h43

No Twitter, Mano comenta saída e deseja sorte ao Brasil em 2014

Mano Menezes utilizou o Twitter para comentar sobre a saída do cargo
Foto: Twitter / Reprodução
 

Mano Menezes utilizou o Twitter para se manifestar sobre a saída do cargo de treinador da Seleção Brasileira. Após o surpreendente anúncio da tarde desta sexta-feira, o agora ex-treinador da equipe nacional agradeceu à convivência de pouco menos de dois anos e meio e desejou sorte ao futuro comandante na caminhada rumo à Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

» Confira os candidatos para assumir Seleção após queda de Mano

"Como foi anunciado, não sou mais o técnico da Seleção Brasileira. Fica aqui o meu agradecimento a todos que trabalharam comigo nesse projeto, em especial aos jogadores convocados nesse período, e a todos aqueles que acreditaram no nosso trabalho. Desejo, desde já, sucesso à Seleção Brasileira na conquista do sonho maior da nossa torcida, que é o título do hexacampeonato de 2014”, escreveu o treinador.

Depois de um vitorioso trabalho no Corinthians, Mano Menezes assumiu a Seleção Brasileira no dia 26 de julho de 2010 com a responsabilidade de renovar a equipe, após a queda do time sob o comando de Dunga nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010. A primeira medida do ex-corintiano foi chamar Neymar e Paulo Henrique Ganso para o amistoso contra os Estados Unidos, acatando ao pedido popular iniciado antes do Mundial.

Em dois anos e três meses, o Brasil não conquistou título nas duas competições de expressão que buscou. Na Copa América de 2011, a equipe nacional caiu nas quartas de final para o Paraguai, após disputa por pênaltis. Na Olimpíada de Londres, a Seleção Sub-23 terminou com a prata ao ser derrotada na decisão para o México.

O treinador iniciou um processo de reconstrução após o vice na Olimpíada e conseguiu resultados e atuações melhores, contando ainda com o retorno do veterano meio-campista Kaká, além da efetivação de novos nomes como titular, como o talentoso meia Oscar. A demissão ocorreu dois dias depois da conquista da edição 2012 do Superclássico das Américas, em Buenos Aires.

Mano deixa a Seleção após 40 jogos em que conseguiu 27 vitórias, seis empates e sete derrotas, um aproveitamento de 72%, somando-se jogos oficiais e pela equipe olímpica. O melhor resultado foi a goleada por 8 a 0 sobre a China, e a principal derrota, em número, foi o revés por 2 a 0 para o México.

Terra