0

Operário morre após acidente com guindaste na Arena Amazônia

7 fev 2014
16h35
atualizado às 16h41

Um operário morreu nesta sexta-feira em uma das obras complementares da Arena Amazônia, em Manaus, que está sendo construída para receber quatro partidas da Copa do Mundo deste ano, informaram fontes oficiais.

O trabalhador desmontava um guindaste quando uma das peças caiu sobre ele, em uma área localizada entre o estádio e o Centro de Convenções, onde acontecerão várias atividades durante o Mundial, informou à Agência Efe a Unidade Gestora do Projeto Copa no Amazonas (UGP Copa).

Após o acidente, o operário, que teria nacionalidade portuguesa, foi levado ainda com vida ao Hospital 28 de Agosto, onde foi examinado e transferido posteriormente ao Hospital João Lúcio, ambos em Manaus.

A Arena Amazônia receberá na primeira fase da Copa as partidas Camarões-Croácia (18 de junho, Grupo A), Inglaterra-Itália (dia 15, grupo D), Honduras-Suíça (25, grupo E) e Estados Unidos-Portugal (22, grupo G).

Essa é a quarta morte desde que as obras no estádio começaram. Antes, dois operários sofreram quedas, e outro teve um infarto.

Além disso, no dia 27 de novembro, duas pessoas morreram na Arena Corinthians, em São Paulo, sede de vários jogos da Copa, entre eles o de abertura, entre Brasil e Croácia em 12 de junho, quando um guindaste tentava pôr a última peça metálica da cobertura e a estrutura caiu sobre as arquibancadas e operários.

Em junho de 2012, no Estádio Nacional de Brasília, um operário de 21 anos morreu ao cair de uma altura de 30 metros.

EFE   
publicidade