0

Operário morre e obras da Arena da Amazônia já têm 3 vítimas fatais

7 fev 2014
16h35
atualizado em 4/12/2014 às 10h40
  • separator
  • comentários

A Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP Amazonas) confirmou, na tarde desta sexta-feira, que o operário que sofreu acidente nas obras da Arena Amazônia, pela manhã, morreu. O nome dele é Antônio Martins, 55 anos, e ele morreu no Pronto Socorro 28 de agosto, na capital. Trata-se da terceira vítima fatal nas obras do estádio que será utilizado para a Copa do Mundo de 2014, em Manaus.

Antônio Martins desmontava um guindaste, que já não era utilizado na construção da arena e estava estacionado no sambódromo da cidade, ao lado do estádio, quando ocorreu o acidente pela manhã. O acidente ocorreu em uma área localizada entre o estádio e o Centro de Convenções, onde acontecerão várias atividades durante o Mundial.

Câmera em capacete mostra vista aérea da Arena Amazônia

Esta é a terceira vítima em obras na Arena da Amazônia. Em dezembro, Marcleudo de Melo Ferreira, 22 anos, sofreu acidente enquanto colocava membrana de proteção da cobertura na área lateral, caiu de uma altura de 40 metros e morreu. Já em maio, Raimundo Nonato Lima da Costa, 49 anos, se desequilibrou, caiu de uma altura de aproximadamente cinco metros e também morreu.

A Arena Amazônia receberá na primeira fase da Copa as partidas Camarões x Croácia (18 de junho, Grupo A), Inglaterra x Itália (15 de junho, Grupo D), Honduras x Suíça (25 de junho, Grupo E) e Estados Unidos x Portugal (22 de junho, Grupo G).

<p>Arena da Amazônia foi recentemente inaugurada </p>
Arena da Amazônia foi recentemente inaugurada
Foto: Reuters

Por causa do acidente, o governador do Amazonas, Omar Aziz, cancelou a visita que faria à Arena da Amazônia nesta sexta-feira. Com 98,58% das obras concluídas, o estádio deve ficar pronto até a metade deste mês.

Mais mortes em outras sedes

No dia 27 de novembro, duas pessoas morreram na Arena Corinthians, em São Paulo, sede da Copa, quando um guindaste tentava pôr a última peça metálica da cobertura e a estrutura. A estrutura caiu sobre as arquibancadas e matou dois operários. Em junho de 2012, no Estádio Nacional de Brasília, um operário de 21 anos morreu ao cair de uma altura de 30 metros.

Com informações da EFE e Agência Brasil

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade