0

Prestigiado e candidato a titular, Damião diz que evoluiu de estreia

2 set 2011
08h55
atualizado às 12h31

Prestigiado pela boa fase que vive no Internacional, o atacante Leandro Damião se apresentou à Seleção Brasileira nesta sexta-feira, no Hotel Syon Park de Londres, com uma expectativa maior em relação a sua estreia com a camisa verde e amarela. Naquela ocasião, no duelo diante dos escoceses também na capital inglesa, em março deste ano, a convocação do atacante provocava surpresa, situação bem diferente da vivida antes do duelo contra Gana, segunda-feira, às 15h45.

Damião chega desta vez como possível solução para um dos problemas identificados por Mano Menezes na Copa América e na derrota diante da Alemanha: a falta de contundência no ataque. Centroavante nato, com boa presença de área e busca incessante pela finalização, o jogador tem oito gols no Campeonato Brasileiro e evoluiu desde o jogo contra a Escócia.

"Evoluí bastante (desde a minha estreia pela Seleção). Espero que cada dia eu evolua mais no Inter e aqui. Eu procuro aprimorar cada vez mais os treinamentos", afirmou o jogador, que desembarcou em Londres por volta das 10h30 (6h30 de Brasília).

No jogo contra a Escócia, Leandro Damião acabou surpreendido com a titularidade logo em sua primeira convocação - Pato e Nilmar estavam machucados e Robinho foi poupado. Classificado como atacante de características raras por Mano, recebeu elogios, chutou uma bola na trave e não sentiu o primeiro jogo com a Seleção.

Mesmo assim, Damião ficou fora da Copa América, preterido por Fred. Agora, o atacante do Internacional espera ter continuidade no trabalho de Mano Menezes. "É importante agarrar a chance da maneira como fiz no Inter. Como no jogo contra a Escócia, vou fazer o melhor possível", afirmou.

Apesar da possibilidade de repetir o jogo de estreia e ser titular, Damião é cauteloso. Prefere não se colocar como solução para o ataque da Seleção. "O Brasil tem grandes atacantes e quem está aqui vai representar da melhora maneira", disse.

Damião briga com Hulk e Alexandre Pato por uma vaga ao lado de Neymar no ataque na Seleção. Depois do duelo contra a Alemanha, Mano Menezes criticou o preciosismo na bola final, a exemplo do que já tinha acontecido na Copa América. Pato perdeu dois gols contra os alemães quando o jogo estava empatado por 0 a 0.

Ao mesmo tempo de Damião, chegaram ao hotel da Seleção os goleiros Jefferson e Fabio, o zagueiro Dedé e o volante Ralf. No começo da tarde, os últimos três jogadores, os santistas Paulo Henrique Ganso, Neymar e Danilo, chegam a Londres e devem se juntar aos demais atletas no treino marcado para as 17h (13h de Brasília) no centro de treinamento do Fulham.

Fonte: Terra
publicidade