PUBLICIDADE

Rival argentino, Suíça é uma das vítimas preferidas de Messi

26 jun 2014 09h57
| atualizado às 09h58
ver comentários
Publicidade
Messi anotou três vezes contra suíços em 2012
Messi anotou três vezes contra suíços em 2012
Foto: EFE

Adversária da Argentina nas oitavas de final, a Suíça sofreu diante de Lionel Messi e não faz muito tempo assim. Com praticamente todos os jogadores desta Copa do Mundo em campo, o time argentino superou os suíços em Basileia no dia 29 de fevereiro de 2012. O placar de 3 a 1 foi todo construído justamente por lances anotados pelo pé esquerdo de Messi. O primeiro em tabela com Kun Agüero, o segundo em linda arrancada e o terceiro em cobrança de pênalti. 

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Apenas o Brasil e a Venezuela, com quatro gols cada, superam a Suíça entre as vítimas preferidas de Lionel Messi. O próximo encontro entre os dois países já tem data marcada: será na próxima quarta-feira, na Arena Corinthians, por um lugar nas quartas de final do Mundial. 

Além de ter feito um de seus três hat tricks pela Argentina contra os suíços, Messi ainda tem lembranças importantes do país que tentará bater. Foi em derrota para a Croácia, mas em amistoso realizado na Suíça, que o então prodígio argentino marcou com a camisa da seleção pela primeira vez. O gol marcado em 1 de março de 2006 permitiu sua convocação para a Copa aos 18 anos. 

Suíça, Brasil e Venezuela são as três maiores vítimas de Messi pela seleção
Suíça, Brasil e Venezuela são as três maiores vítimas de Messi pela seleção
Foto: EFE

Também foi na Suíça que Messi recebeu os prêmios individuais mais importantes na sua carreira. Em Zurique, de 2009 a 2012, o argentino foi aclamado o melhor jogador do mundo em cerimônias realizadas pela Fifa. 

Relembre as escalações do amistoso entre Suíça e Argentina:

Suíça: Benaglio (Wölfi); Lichtsteiner (Ziegler, Affolter, Senderos e Rodríguez; Inler e Dzemaili (Stocker); Shaqiri, Xhaka e Mehmedi (Emeghara); Frei (Derdiyok) (Vitkieviez)

Argentina: Romero; Campagnaro, Federico Fernández, Garay e Zabaleta; Mascherano, Braña (Gago), Maxi Rodríguez (Salvio) e Sosa (Higuaín); Messi e Agüero. 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade