Terra na Copa

publicidade
22 de janeiro de 2013 • 14h41 • atualizado às 15h30

Scolari evita tema Kaká, elogia J. César e destaca craques do ataque

Luiz Felipe Scolari recusou comentar sobre jogadores que ficaram fora da lista de convocação
Foto: Mowa Press / Divulgação
  • Direto do Rio de Janeiro
 

Luiz Felipe Scolari promoveu em sua primeira convocação da Seleção Brasileira desde seu retorno a volta de Ronaldinho e Júlio César. Segundo o treinador, a presença dos jogadores veteranos são justificadas pelo que vêm produzindo nos últimos tempos em seus clubes, e espera que isso seja transferido ao Brasil. O treinador ainda se recusou a comentar a ausência de Kaká, afirmando que não falaria sobre jogadores fora da lista.

» Felipão convoca Seleção com Ronaldinho e Júlio César; veja lista

"Sobre o Júlio, naturalmente que à medida que fomos conversando com (Carlos Alberto) Parreira, Murtosa e (Carlos) Pracidelli, fomos discutindo nomes. E um dos nomes que discutimos era o do Júlio. Naturalmente que liguei para ele, perguntei algumas coisas e disse-lhe que observaria seu desenvolvimento nos jogos seguintes, uma série de detalhes", explicou Felipão nesta terça-feira.

"Ele vem se portando muito bem, jogando muito bem em Londres (Queens Park Rangers), e acho que merece por tudo que já fez, pela experiência e pelas atuações no clube. Principalmente neste momento, e aí vamos ver seu desenvolvimento durante jogos e concentração, para saber como se porta", disse Scolari.

Para o ataque, Scolari aposta na presença da dupla Ronaldinho e Neymar, que fizeram boa temporada em 2012 em Atlético-MG e Santos, respectivamente. O treinador conhece bem o meia-atacante de sua primeira passagem pela Seleção, enquanto sobre o santista ouviu boas referências.

"Que joguem o futebol que sabem jogar. Melhor do que eles poucos são, são craques e quero que joguem futebol. Não só do Ronaldinho e do Neymar, quero também comportamento, que tenham atitudes com a camisa da Seleção dentro e fora de campo, que sejam responsáveis", disse.

"As indicações que recebi e tudo que foi conversado dentro do grupo são excelentes sobre o Neymar como líder, atleta que participa de todo envolvimento da Seleção. Acho que todos nós vamos querer o que todos já sabem: que Ronaldinho e Neymar joguem aquilo que sabem", comentou Scolari. 

Terra