11 eventos ao vivo

Sul-coreanos choram após eliminação e se cobram por mais qualidade

27 jun 2014
09h36

A eliminação do último asiático na Copa do Mundo, logo na primeira fase, gerou lágrimas. Alguns jogadores da Coreia do Sul deixaram o estádio da Itaquera, onde perderam da Bélgica por 1 a 0 nesta quinta-feira, chorando enquanto davam entrevistas para jornalistas de seu país, gerando comoção até mesmo em um repórter.

Entre quem chorou, o mais abatido foi o meia Son Heung-Min, de 21 anos, que está no Bayer Leverkusen, da Alemanha, e disputou neste ano o primeiro Mundial da carreira. Ele nem queria falar com a imprensa, mas atendeu ao pedido de um conterrâneo e sua emoção fez com que o repórter sul-coreano que o entrevistava também fosse às lágrimas.

A sensação é de frustração por não ter sido melhor dentro de campo. "Todos deram o máximo. Foi um jogo difícil, mas a Bélgica é melhor do que nós, tem mais qualidade do que nós. Demos o nosso melhor, e eles mereceram vencer", admitiu o volante Ki Sung-Yueng, que não chorou e descartou qualquer relação emocional com o resultado.

"Não foi questão de nervosismo, mas de qualidade. Para marcar um gol em um time assim, que tem chances de chegar à semifinal ou à final, precisamos cruzar melhor, cabecear melhor, driblar melhor, chutar melhor. Temos que melhorar o que fizemos aqui para ter alguma chance na próxima Copa. O que precisamos é ter mais qualidade, definitivamente", continuou o jogador de 25 anos, do Sunderland, da Inglaterra.

A sensação de culpa e frustração também dominou o técnico Hong Myung-Bo, que fez questão de dar uma declaração antes de deixar a sala na qual concedeu entrevista coletiva nesta noite, em São Paulo, colocando fim à participação de sua seleção no torneio com um empate e duas derrotas.

"Gostaria de agradecer a todos os jornalistas coreanos. Toda vez que os jogadores ou a seleção não se saem muito bem, desanima vocês, e peço desculpas aos jornalistas sul-coreanos. Chegamos ao fim e espero que retornem para a Coreia do Sul e trabalhem a favor do futebol sul-coreano", solicitou o treinador.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade