0

Teixeira alerta SP: "estamos perigosamente nas datas-limite"

8 jul 2010
06h47
atualizado às 08h21

Celso Paiva
Direto de Johannesburgo

Ricardo Teixeira, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014, cobrou rapidez da cidade de São Paulo para a definição de seu estádio. "Os prazos estão se afunilando", alertou o cartola nesta quinta-feira, em Johannesburgo, em evento de pontapé inicial nos preparativos para o Mundial do Brasil.

"São Paulo está sem estádio", resumiu Teixeira. "Estamos perigosamente nas datas-limite (para a construção das praças esportivas), razão pela qual o problema tem que ser resolvido o mais rápido possível", completou.

Na quarta, o dirigente conversou com o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, que também está na África do Sul, porém disse que não entrou em detalhes acerca dos preparativos do próximo Mundial. Ele pretende fazê-lo "no dia 19 ou 20 de julho", quando se reunirá com o governador de São Paulo, Alberto Goldman.

"Vamos tratar o assunto específico de São Paulo, se pretendem realmente fazer a abertura ou apenas ter participação na Copa como um todo", afirmou o presidente da CBF.

A cidade mais populosa do Brasil era candidata a receber o primeiro jogo do torneio no Morumbi, mas teve seu projeto rejeitado pela Fifa e pelo Comitê Organizador do evento. Questionado sobre o assunto na última quarta, Kassab evitou comentar a possibilidade de construir um novo estádio e falou, de forma surpreendente, até em reverter o veto ao Morumbi.

Em relação aos demais estádios, Teixeira minimizou as preocupações e analisou que a programação será cumprida normalmente. Além do Morumbi, que pertence ao São Paulo Futebol Clube, somente outro estádio privado brasileiro, a Arena da Baixada, do Atlético-PR, enfrenta problemas para apresentar garantias financeiras para realizar as reformas necessárias.

"Os estádios já começaram (a ser construídos). Em Brasília já foi definida a concorrência, determinados o valor e as obras até dezembro. Em Minas Gerais está bem adiantado. Temos o problema de São Paulo, que todos conhecem. Uma certa dúvida em relação a Curitiba, pois o estádio tem problema para a parte financeira", afirmou.

As demais cidades-sede da Copa, de acordo com Teixeira, já entregaram as garantias. "Estamos verificando para ver se está tudo certo", apontou ele, antes de citar especificamente a situação da Fonte Nova, que já começou a ser demolida. "Na Bahia, o que eu sei é que já destruíram o estádio anterior para construir um novo".

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa

"São Paulo está sem estádio", resumiu Teixeira sobre condições da cidade para a 2014
"São Paulo está sem estádio", resumiu Teixeira sobre condições da cidade para a 2014
Foto: AFP
Fonte: Terra
publicidade