2 eventos ao vivo

"Vergonha e sacanagem com o povo", diz Romário sobre Fifa e Copa

20 jun 2013
19h13
atualizado às 20h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Romário pede fim de vandalismo em protestos no Brasil

Em entrevista exclusiva ao Terra, o deputado federal Romário (PSB-RJ) atacou os gastos com a Copa do Mundo de 2014, a ser realizada no Brasil, e as exigências da Fifa para a realização do torneio. Na opinião do ex-atacante, a organização e os valores envolvidos no torneio são "uma vergonha e uma sacanagem com o povo".

"No fundo, a Fifa é a mais culpada. Não paga um real de imposto, e vai sair daqui, três ou quatro dias depois da Copa, com lucro de R$ 4 bilhões, sem ter gasto um real. É vergonha e é sacanagem com o povo", afirmou.

Para Romário, os protestos contra a realização da Copa no Brasil são legítimos. "O brasileiro acordou e tem que ir para a rua. E, se puder, tirar (do poder) aqueles que não prestam. Essas manifestações não são caso isolado. Se não são pela Copa, são pela educação", disse, frisando que os protestos precisam ser pacíficos e que muitos atos de depredação são orquestrados.

"O ideal é que toda manifestação seja pacífica, que não tenha vandalismo. Infelizmente as coisas não são essas mil maravilhas que a gente espera. Existem algumas pessoas, inclusive infiltradas, profissionais nessa área, que começam a incitar os dois lados, e acabam acontecendo alguns acidentes", afirmou.

Exclusivo: Romário fala sobre gastos da Copa; veja

Por fim, o ex-atacante disse que "não desrespeita" algumas pessoas que perdem o controle e partem para o vandalismo nas manifestações. "Com toda a sinceridade, o que talvez falte na minha casa, na do outro falta muito mais. O que talvez o governo tirou de mim, daquele outro já deve ter tirado muito mais. A gente tem que sermpre ir contra (violência), mas não posso dizer que desrespeito essas pessoas", opinou.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade