1 evento ao vivo
Logo do Copa América
Foto: Terra

Copa América

Copa América

E se fosse Brasil? Argentina faz 6 no Paraguai e vai à final

Hector Vivas / Getty Images

Eliminada pelos paraguaios, Seleção Brasileira assistiu de casa ao massacre aplicado pelos hermanos. No final das contas, foi melhor assim?

30 jun 2015
22h19
atualizado às 22h39
  • separator
  • comentários

A Argentina mostrou evolução e provou que aprendeu a lição do amargo empate contra o Paraguai ainda na primeira partida da Copa América. Contra os mesmos adversários daquela ocasião, os argentinos abriram dois gols de vantagem nesta terça-feira, mas, assim como naquele jogo, deixaram os paraguaios reagirem, dessa vez ainda na etapa inicial. No entanto, na volta do intervalo, fizeram questão de deixar claro que não repetiriam os mesmos erros, marcaram mais quatro vezes e se garantiram na decisão do torneio com uma goleada massacrante por 6 a 1. Confira todos os detalhes da semifinal aqui.

Com a vitória, a Argentina se credencia para enfrentar o Chile na grande decisão da Copa América. As tradicionais seleções vão decidir quem fica com a taça no próximo sábado, às 17h (de Brasília), no Estádio Nacional, em Santiago. A final promete ser acirrada, já que as duas equipes enfrentam uma longa fila pelo título. Se os argentinos não conquistam nada desde 1993, os chilenos nunca sentiram o gosto de conquistar a competição continental. Peru e Paraguai ainda jogam pelo terceiro lugar, sexta-feira, às 20h30, em Concepción.

Angel Di María brilhou com a camisa da Argentina nesta terça-feira
Angel Di María brilhou com a camisa da Argentina nesta terça-feira
Foto: Raul Sifuentes / Getty Images

Assim como na primeira partida da Copa América, Argentina começou melhor contra o Paraguai, mas sem aquela pressão e volume de jogo daquela ocasião. Mesmo assim os comandados por Tata Martino souberam aproveitar as oportunidades e conseguiram abrir dois gols de diferença. O primeiro veio em uma jogada de bolada parada, que terminou com o lateral esquerdo Rojo abrindo o placar. Na sequência, em um lance muito bem trabalhado pelo sistema ofensivo argentino, a bola passou de pé em pé até chegar em Messi, que serviu Pastore. O meia do Paris Saint-Germain bateu firme, no canto, sem chances para Villar.

Ao contrário do último encontro das seleções, o Paraguai não esperou o segundo tempo para reagir e, nos minutos finais da etapa inicial, descontou. Lucas Barrios, que está acertado com o Palmeiras, entrou no lugar do lesionado Roque Santa Cruz, aproveitou uma saída de bola errada dos argentinos e diminuiu a vantagem.

Rojo vibra após abrir placar para Argentina
Rojo vibra após abrir placar para Argentina
Foto: Raul Sifuentes / Getty Images

Traumatizada pelo empate no primeiro confronto, a Argentina fez questão de provar que evoluiu não só tecnicamente, mas, principalmente, fisicamente, e fez logo questão de matar a partida. Logo no primeiro minuto, Pastore encontrou Di María livre na área, que acertou o cantinho. Seis minutos depois, Messi fez ótima jogada individual e deixou Pastore sozinho na cara do gol. Villar defendeu, mas Di María, no rebote, ampliou. A classificação já estava sacramentada, mas os comandados por Tata Martino não se contentaram: Agüero e Higuaín balançaram as redes e deram números finais ao massacre na cidade de Concepción.

ArgentinaargArgentina6
1ParaguaiParaguaipar

  • Marcos Rojo 14 ' (1T)
  • Javier Pastore 25 ' (1T)
  • Angel Di Maria 1 ' (2T)
  • Angel Di Maria 7 ' (2T)
  • Sergio Aguero 34 ' (2T)
  • Gonzalo Higuain 37 ' (2T)
  • Lucas Barrios 42 ' (1T)
2015-06-30 23:30 GMT-000 (D) FinalizadoEstadio Alcaldesa Ester Roa

Argentina 1 x 0 - 14min do primeiro tempo
Messi bateu falta da meia esquerda, a zaga paraguaia não afastou e Rojo concluiu no canto direito de Villar

Argentina 2 x 0 Paraguai - 26min do primeiro tempo
Messi tocou para Pastore no ataque. O atleta invadiu a área e finalizou no canto direito de Villar

Argentina 2 x 1 Paraguai - 42min do primeiro tempo
Defesa argentina saiu jogando errado, Barrios foi acionado na entrada da área e acertou uma bomba no gol defendido por Romero

Argentina 3 x 1 Paraguai - 1min do segundo tempo
Pastore fez belo passe para Di María na área e o jogador finalizou no canto esquerdo de Villar

Argentina 4 x 1 Paraguai - 7min do segundo tempo
Messi puxou contra-ataque pelo meio e rolou para Pastore na área. O meia tocou na saída de Villar e o goleiro desviou para o lado. Di María ficou com a sobra e chutou para o gol vazio

Argentina 5 x 1 Paraguai - 34min do segundo tempo
Di María cruzou da esquerda, Agüero apareceu sozinho na área e cabeceou no canto esquerdo de Villar

Argentina 6 x 1 Paraguai - 37min do segundo tempo
Messi rolou para Higuaín na área e o atacante concluiu sem chances para Villar

Paraguaio imponente

Lucas Barrios diminuiu o placar para o Paraguai no primeiro tempo, mas não foi suficiente
Lucas Barrios diminuiu o placar para o Paraguai no primeiro tempo, mas não foi suficiente
Foto: Raul Sifuentes / Getty Images

Apalavrado com o Palmeiras, Lucas Barrios mostrou, mais uma vez, que tem estrela. Mesmo sendo reserva da seleção do Paraguai, o atacante termina a Copa América com três gols marcados, sendo dois contra a Argentina e um contra o Uruguai. Nas duas oportunidades, Barrios entrou no decorrer do jogo e marcou o gol que garantiu empates importantes aos paraguaios. Fora do torneio, ele deve chegar na próxima semana para realizar exames médicos e assinar com o clube paulista.

Provovação argentina

Depois do fim da primeira fase da Copa América, o chaveamento indicava um claro Brasil x Argentina para a semifinal, na cidade de Concepción. Porém, com a queda precoce da Seleção Brasileira, os argentinos tiveram que se contentar com uma decisão contra o Paraguai, mas não se esqueceram da história rivalidade. Torcedores levaram um cartaz que dizia: "amanhã é", acompanhado de uma bandeira do Brasil, outra da Alemanha e um 2015, fazendo alusão ao vexame histórico dos comandados por Felipão na Copa do Mundo do ano passado.

Polêmica "brasileira"

Sandro Meira Ricci ouve reclamações de argentinos
Sandro Meira Ricci ouve reclamações de argentinos
Foto: Felipe Trueba / EFE

Após a arbitragem polêmica no duelo entre Chile e Uruguai, a Conmebol garantiu que não escalaria mais Sandro Meira Ricci na Copa América. Porém, voltou atrás e o colocou para apitar a semifinal desta terça-feira. Naquela ocasião, a grande reclamação da delegação uruguaia foi a "facilidade" com que o brasileiro distribuiu cartões na partida, principalmente para seus jogadores. E hoje não foi diferente. Antes mesmo de completar 15 minutos de jogo, o árbitro já havia dado três amarelos, dois por faltas que realmente mereceram e um com o jeitinho verde-amarelo. Biglia exagerou na reclamação, e Ricci não pensou duas vezes. A atitude do juiz fez até o uruguaio De Arrascaeta, que atua no Cruzeiro, criticar a postura.

Ficha da partida

ARGArgentina
ParaguaiPAR
  • Sergio Romero
  • Pablo Zabaleta
  • Martin Demichelis
  • Nicolás Otamendi
  • Marcos Rojo
  • Lucas Biglia
  • Javier Mascherano
  • Fernando Gago
  • Javier Pastore
  • Ever Banega
  • Lionel Messi
  • Angel Di Maria(2)
  • Sergio Aguero
  • Gonzalo Higuain
  • Justo Villar
  • Pablo Aguilar
  • Bruno Valdez
  • Paulo da Silva
  • Ivan Piris
  • Richard Ortiz
  • Víctor Cáceres
  • Edgar Benítez
  • Derlis González
  • Raúl Bobadilla
  • Nelson Haedo Váldez
  • Oscar Romero
  • Roque Santa Cruz
  • Lucas Barrios

Reservas

  • Ever Banega
  • Fernando Gago
  • Gonzalo Higuain
  • Oscar Romero
  • Lucas Barrios
  • Raúl Bobadilla
  • Capitão
  • Goleiro
  • Cartões amarelos
  • Cartões vermelhos
  • Gols
  • Gols contra
  • Saiu
  • Entrou

Arbitragem

  • ÁrbitroSandro Meira Ricci

    Local

    Estadio Alcaldesa Ester Roa
    Fonte: Terra

    compartilhe

    comente

    • comentários
    publicidade