2 eventos ao vivo
Logo do Seleção do Chile
Foto: terra

Seleção do Chile

Seleção do Chile

Argentinos choram no vestiário e são defendidos por técnico

Getty
5 jul 2015
01h25
atualizado às 07h59
  • separator
  • comentários

Apesar de mais uma derrota na final, a Seleção Argentina não vai passar por mudanças bruscas a médio prazo. Foi isso que assegurou o técnico da Argentina, Tata Martino, após a vitória nos pênaltis do Chile na final da Copa América. Ele defendeu seu grupo e disse que os atletas choraram pelo resultado nos vestiários.

Questionado sobre possíveis mudanças que promoverá na Argentina daqui para frente, Tata revelou: "vamos tentar novamente com esses jogadores que seguramente estão chorando no vestiário".

Martino já tinha dito que a Argentina mereceu mais a vitória e também se baseia nisso para manter a mesma base na Argentina. "Uma coisa é não ganhar um final. Outra é pensar que tenho que mudar 23 jogadores. Vou seguir contando com esses 23 e mais alguns. Tivemos situações que poderiam mudar a partida. Mas no dia de amanhã me imagino igual e com os mesmos jogadores", disse.

Os jogadores argentinos mostraram em campo como lamentaram a derrota para o Chile. Lionel Messi estava claramente abatido. Javier Mascherano passou pelo troféu da Copa América "secando" de cima para baixo. Vários jogadores tiraram a medalha de prata logo depois de recebê-las. É grande a pressão na Argentina porque o time principal não ganha nada importante desde 1993.

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade