PUBLICIDADE

Com meninos e meninas campeões, Paraná domina Copa Coca-Cola

26 nov 2012 11h57
Publicidade

Em 2012 não teve para ninguém. O Paraná dominou a Copa Coca-Cola, fez os campeões masculino e feminino e mostrou que é um dos berços do futebol moleque no país. Nas finais da competição, disputadas no último sábado (24), no Rio de Janeiro, brilharam os garotos do Scouto Esporte Clube, de Foz do Iguaçu, que bateram o Projeto Cae no pênaltis por 7 a 6, e as meninas do Coritiba Cancun, que ganharam do Aliança também nas penalidades, por 4 a 3.

Paranaenses, meninas do Coritiba Cancun e garotos do Scouto celebram a conqusita da Copa Coca-Cola
Paranaenses, meninas do Coritiba Cancun e garotos do Scouto celebram a conqusita da Copa Coca-Cola
Foto: Divulgação



O Scouto teve como ponto forte de sua campanha a defesa, que passou invicta nos sete primeiros jogos do torneio, e só foi ser vazada pela primeira vez na semifinal nacional. Nos nove jogos que disputou, balançou as redes nada menos que 30 vezes, e levou apenas dois gols.



Para completar, a equipe ainda teve o artilheiro do torneio. Lucas Matheus Sampaio marcou em 13 oportunidades, três vezes a mais do que o segundo colocado. "É um jogador alto, forte, e que finaliza muito bem com ambas as pernas", destaca o treinador Vilmar Scouto.



O goleirão Lucas Gobe também foi um dos heróis da conquista e brilhou na decisão, pegando duas penalidades e acertando a sua, que acabou decidindo a Copa Coca-Cola. "O Lucas é muito seguro e repõe bem a bola. Nossos outros destaques foram o volante Vítor, que marca forte e tem visão de jogo, e o zagueiro Matheus", completa.



Já as meninas do Coritiba Cancun começaram sua trajetória com goleadas elásticas: 17 a 0 sobre o Colégio Estadual Protássio de Carvalho e 14 a 0 contra o Cespa. No entanto, a facilidade inicial se transformou em fortes emoções nas últimas três partidas do torneio, todas elas decididas nos pênaltis.



O treinador Sandro Freitas apontou como destaque do time Mayara Fernanda. A jovem de 12 anos é atacante de origem, mas se sacrificou pelo time atuando na lateral esquerda. E além de conquistar a taça, ela ainda realizou seu grande sonho: conhecer a craque Marta.



Celebração do futebol moleque

A Copa Coca-Cola 2012 teve início em agosto, e foi dividida em duas etapas: local e nacional. Neste ano, o torneio celebrou o futebol moleque brasileiro, representado por meio de dribles desconcertantes, visual irreverente e comemorações cheias de ginga.



Participaram mais de 10 mil jovens divididos em 528 times masculinos e 60 femininos. Eles se enfrentaram em 29 cidades de 17 estados brasileiros durante a etapa local, que classificou 48 equipes (32 masculinas e 16 femininas) para a etapa preliminar nacional, fase que reuniu cerca de 1.000 atletas.



Destes jogos, oito equipes masculinas e quatro femininas passaram para a final nacional, no Rio de Janeiro. Ao longo de toda a competição, foram marcados nada menos do que 3.430 gols.



Promovida pela Coca-Cola em mais de 20 países, a Copa Coca-Cola vai além do aspecto esportivo, propondo uma celebração das comunidades e da vida ativa. Para participar, é obrigatório o jovem estar matriculado na escola. É um convite a uma vida mais ativa, de modo a conscientizar a população destas regiões a entender os benefícios deste estilo de vida, aliando isto a momentos únicos de diversão e felicidade.



Quer saber mais sobre a Copa Coca-Cola?

Então, clique aqui

e confira

Fonte: PrimaPagina
Publicidade