1 evento ao vivo

Felipão minimiza possível derrota para seleção uruguaia

25 jun 2013
17h55
atualizado às 17h56

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, minimizou nesta terça-feira a importância de uma possível derrota para a seleção uruguaia, na primeira semifinal da Copa das Confederações, ao considerar que o resultado negativo pode trazer aprendizados para sua equipe.

"Toda derrota tem impacto, faz com que alguma coisa seja repensada. Às vezes, a vitória custa mais caro e a derrota pode te levar a um caminho", disse Felipão em entrevista coletiva.

No entanto, o treinador declarou que não pensa em uma surpresa da seleção uruguaia, relembrando o 'Maracanazo', ocorrido na final da Copa de 1950.

Felipão aproveitou para elogiar a 'Celeste', dizendo que o adversário de amanhã tem um time "estável" e conta com um trio em que é preciso "prestar atenção", formado por Edinson Cavani, Luis Suárez e Diego Forlán. Ele também destacou jogadores como os zagueiros Diego Godín e Diego Lugano e o volante Arévalo Ríos.

Scolari declarou que a seleção brasileira está "em um bom caminho", apesar de ter alguns aspectos a serem melhorados.

EFE   
publicidade