Copa das Confederações

publicidade
06 de abril de 2013 • 20h33 • atualizado às 20h59

Satisfeito, Felipão diz já ter "15 ou 16 para Copa das Confederações"

Felipão afimou que já definiu a maioria dos jogadores que levará para a Copa das Confederações
Foto: AP

Apesar de partida com alta diferença técnica entre Bolívia e o Brasil, que venceu por 4 a 0 neste sábado em Santa Cruz de la Sierra, Luiz Felipe Scolari se disse satisfeito. Com sua primeira vitória no quarto compromisso na volta ao comando técnico da Seleção Brasileira, Felipão também observou os ganhos que pode ter para a convocação da Copa das Confederações. Jean, Réver, Jadson e Leandro Damião foram os destaques nesse sentido.

“Me serve basante, é uma forma de olhar alguns jogadores. Alguns que eu vinha relacionando e não usei que posição que pretendia, como é o caso do Jean. Observar a reação do Réver, que vem jogando muito bem pelo Atlético. Alguns jogadores ganharam pontos comigo porque atuaram de forma que acho interessante”, frisou.

Com David Luiz, Dante e Thiago Silva aparentemente assegurados na Copa das Confederações, Scolari se disse dividido para a defesa. “Cada vez que coloco um zagueiro, ele preenche aquilo que imagino para um zagueiro. Tenho de começar a pensar, tenho cinco bem”, disse com menção a Dedé, também titular contra os bolivianos.

Neymar marcou duas vezes no primeiro tempo em goleada sobre a Bolívia
Foto: AP

O treinador ainda terá nova oportunidade de comandar a Seleção em amistoso com jogadores que atuam no futebol brasileiro, o que definirá a lista para a Copa das Confederações – em 24 de abril visita o Chile. “Provavelmente, desses 17 que aqui estiveram, 13 ou 14 estarão também no jogo contra o Chile. (...) Na conversa que tivemos (com atletas), fui muito explícito com convocações. Tenho 14 ou 15 provavelmente convocados, então tenho de montar um time na minha cabeça”.

Em relação ao ataque, o treinador surpreendeu. Jadson e Leandro Damião iniciaram o jogo, enquanto Osvaldo e Alexandre Pato, que se esperava na equipe titular, só foram a campo no intervalo. Felipão elogiou o centroavante do Internacional que, a 3min, abriu o marcador. “Ele foi bem, fez o papel do centroavante. Damião joga naquela posição, tem posicionamento de atacante mais de área do que de voltar para trabalhar. Na condição de goleador que é, na primeira que sobra ele faz”.

Terra