0

Único profissional do Taiti avisa: "não queremos ser ridículos"

16 jun 2013
15h32
atualizado às 17h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Marama Vahirua é o único jogador profissional entre os 23 convocados do Taiti</p>
Marama Vahirua é o único jogador profissional entre os 23 convocados do Taiti
Foto: Bruno Santos / Terra

O time de amadores do Taiti continua despertando a atenção de todos na Copa das Confederações. Na véspera da estreia da seleção da Polinésia Francesa na competição, o único profissional da equipe, o atacante Marama Vahirua, foi a público avisar que, apesar dos resultados recentes que esboçam uma campanha ruim do país no torneio, os 23 atletas convocados não pretendem fazer feio e, muito menos, "ser ridículos".

Confira todos os vídeos da Copa das Confederações

"Acho que, aqui, vamos conseguir melhorar nosso futebol. A maioria das seleções joga pelo prazer e eu sou profissional. Querem aprender muito, progredir e melhorar seu futebol. Não queremos ser ridículos, queremos mostrar que nosso futebol tem um papel a exercer e podemos mostrar isso", afirmou Marama Vahirua, 33 anos, o único profissional do elenco que foi derrotado por 7 a 0 pelo time Sub-20 do Chile e por 1 a 0 por reservas do América-MG, em duelos preparatórios.

O atacante atua pelo modesto Panthrakikos, da Grécia, e sempre foi jogador profissional. Passou pelos franceses Nantes, Nancy, Loriente, Nice e Monaco antes de chegar ao futebol grego, sempre atuando na Europa. O único de toda delegação taitiana que está em Belo Horizonte para a estreia na Copa das Confederações. Os demais 22 jogadores têm empregos paralelos à pratica amadora no futebol: há professores, entregadores, motoristas e até alpinista.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/camisa-copa-confederacoes/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;amp;quot; data-cke-526-href=&amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/camisa-copa-confederacoes/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;

"Sou o único profissional no Taiti e tentei trazer a experiência nesse nível. Nunca vivenciei isso, é tudo novo, será a primeira vez para mim também. Estou tentando não ser tímido, pois será uma primeira experiência para nós, temos que manter a calma", definiu Marama, emocionado por dar a maior entrevista da vida.

O Taiti conquistou a vaga na Copa das Confederações após vencer de forma surpreendente a Copa da Oceania, batendo a Nova Caledônia na decisão. Assim, é o único time quase que inteiramente amador da competição, que conta com países tradicionais no futebol como Brasil, Espanha, México, Japão, Uruguai, Itália e Nigéria, esta a primeira rival dos taitianos no torneio.

"Os nigerianos são rápidos e fortes, e o futebol africano evoluiu muito. Hoje os africanos estão preparados, jogam em ligas europeias e alguns são fortes demais, os respeito muito, pois são humildes, pessoas que trabalham duro e eu aprecio isso", analisou Marama. O confronto envolvendo Taiti e Nigéria ocorre nesta segunda, às 16h (de Brasília), no Mineirão.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/monte-selecao-copa-confederacoes/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://esportes.terra.com.br/infograficos/monte-selecao-copa-confederacoes/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;

Veja também:

A novela continua! Após desistir de espanhol, Palmeiras segue em busca de novo técnico
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade