0
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Abatidos, jogadores do Vitória tentam "levantar a cabeça"

5 ago 2010
00h44
atualizado às 01h46

O Vitória esteve perto de conquistar um título inédito e histórico ao chegar até a final, mas a festa da torcida baiana e o triunfo por 2 a 1 sobre o Santos, no Barradão, não foram suficientes para garantir a conquista da Copa do Brasil ao clube rubro-negro. Após a partida, os jogadores do do time não conseguiram esconder a frustração, mas demonstraram confiança quanto ao futuro.

Wallace fez o primeiro gol da vitória baiana por 2 a 1, insuficienta para a conquista do título
Wallace fez o primeiro gol da vitória baiana por 2 a 1, insuficienta para a conquista do título
Foto: Eduardo Martins / A Tarde / Futura Press

"Nós tentamos e demos o máximo. O time inteiro está de parabéns, porque ninguém acreditava em nós. Agora temos de ter tranquilidade, porque temos coisas boas para conquistar no futuro", disse o meia Renato, que entrou no segundo tempo e acertou uma bola no travessão, quando o Vitória já vencia por 2 a 1.

"O time foi guerreiro, só nós sabemos as dificuldades e adversidades pelas quais passamos. Por isso, acho que a gente merecia esse título, pela luta e dedicação de todos. Precisamos levantar a cabeça, porque a vida continua", salientou o zagueiro Anderson Martins, em discurso parecido com o dos companheiros.

Até quem pouco conseguia falar, por causa do choro, conseguiu exaltar o esforço do time. Caso de Gabriel, que atuou improvisado na lateral direita, após a saída do lesionado Nino, e não conseguiu conter as lágrimas após apito final de Carlos Eugênio Simon. "A gente não deixou de correr...", foi a única frase que conseguiu dizer.

O goleiro Viáfara foi mais um a chorar no gramado do Barradão. Chateado, o jogador falou em nome de toda a equipe e agradeceu o apoio irrestrito dos torcedores. "Me sinto orgulhoso de fazer parte desse time. A torcida apoia, nos ajuda a lutar pelo Vitória. Essa mensagem é de toda a nossa equipe, falo em nome do grupo", disse o atleta.

O Vitória termina sua participação na Copa do Brasil com uma campanha admirável no Barradão. Em sete jogos no estádio pela competição nacional, foram sete vitórias, com apenas um gol sofrido, justamente o tento anotado pelo santista Edu Dracena que impediu que a decisão do título fosse para os pênaltis.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade
publicidade