1 evento ao vivo
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Atlético-PR vence Criciúma, mas gol polêmico força jogo de volta

5 abr 2012
21h26
atualizado às 21h47

O Atlético-PR saiu na frente do Criciúma na briga por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, mas deixou o Estádio Heriberto Hülse com motivos de reclamação: apesar da vitória por 2 a 1 no interior catarinense, a equipe paranaense não conseguiu eliminar a partida de volta, em Curitiba, por conta de um gol irregular marcado por Zé Carlos na etapa complementar da partida, mas validado pelo árbitro José de Caldas Souza.

Os rubro-negros contaram com dois gols de Guerrón para conseguir a vitória: o equatoriano abriu o marcador aos 33min de jogo e fez o segundo dos visitantes aos 28min da etapa complementar. Entretanto, um gol polêmico dos catarinenses aos 19min do segundo tempo impediu que o Atlético-PR eliminasse o jogo de volta: Zé Carlos usou a cabeça para tirar uma bola que estava na mão do goleiro Vinícius, sozinho, empurrou para a rede, enquanto o time paranaense reclamava com a arbitragem - que validou a jogada.

O confronto de volta entre Atlético-PR e Criciúma será realizado na próxima quinta-feira, em Curitiba, às 19h30 (de Brasília). Atuando na Vila Capanema, os comandados de Juan Ramón Carrasco poderão empatar ou, então, perder por 1 a 0 para avançarem às oitavas de final da Copa do Brasil.

Já o Criciúma precisará triunfar por dois gols de diferença ou pela diferença mínima, desde que marque pelo menos três vezes na Vila Capanema. Quem avançar do confronto sulista encarará na próxima fase o vencedor do choque entre Cruzeiro e outro time catarinense: a Chapecoense.

Antes do jogo da próxima quinta-feira, porém, as duas equipes terão confrontos importantes neste domingo, pelos respectivos Estaduais. Terceiro do returno paranaense, o Atlético-PR encara o Corinthians-PR no Estádio Janguito Malucelli, enquanto o Criciúma, vice-líder da segunda etapa do Catarinense, recebe o Metropolitano novamente no Heriberto Hülse.

Atlético-PR sai na frente

As equipes mostravam muita determinação nos minutos inicias, pegando forte na marcação. O Atlético-PR, mesmo fora de casa, ameaçava iniciar uma pressão e, aos 8min, Ligüera deu trabalho para Andrey, com um chute forte de fora da área.

O time rubro-negro se mostrava melhor partida, mas Marcinho perdeu clara oportunidade de gol aos 12min, quando pegou sobra de bola com liberdade e chutou em cima do goleiro. A situação se repetiu aos 15min, com uma bolada do veterano meia-atacante no rosto de Andrey.

O ritmo caiu um pouco depois da correria inicial, mas o Atlético-PR, que tinha um certo domínio da partida, conseguiu abrir o placar aos 32min: Ligüera fez lançamento em velocidade para Guerrón, que invadiu a área e mandou para o fundo da rede. Aos 42min, o equatoriano dividiu com o goleiro Andrey o atleticano pediu pênalti, não marcado. O clima esquentou.

Clima esquenta e gol gera polêmica

Na segunda etapa, o Criciúma voltou com Diego Oliveira e Cristiano, buscando pressionar. Porém, o time rubro-negro continuava melhor no ataque - e Guerrón quase ampliou aos 5min, quando Guerrón finalizou e Andrey fez uma grande defesa.

A torcida do Criciúma, porém, continuou animada e empurrou o time nas arquibancadas no início da etapa final, quando a tensão dominava os atletas - e muitos cartões amarelos eram distribuídos. O clima ficou ainda mais intenso aos 19min, quando Vinícius quicou a bola antes de fazer a reposição. Quando já tinha uma das mãos na bola, Zé Carlos usou a cabeça para desarmar o goleiro do Atlético-PR e empatar com tranquilidade.

Em um primeiro momento, o auxiliar levantou a bandeira indicando irregularidade na jogada - um atleta não pode tocar na bola quando está nas mãos do goleiro.

Mesmo com o clima mais tenso, Guerrón recolocou o Atlético-PR em vantagem aos 28min: o atacante rubro-negro aproveitou um contra-ataque bem encaixado para aparecer sozinho na cara do gol, recebendo de Edgar Junio e finalizando para o gol.

Os treinadores queimaram as últimas substituições para tentarem algo mais. O Criciúma ainda teve grande oportunidade aos 37min, quando Vinícius deu rebote na pequena área, mas o goleiro se recuperou e impediu a chegada de Zé Carlos.

Ficha técnica

CRICIÚMA 1 x 2 ATLÉTICO-PR

Gols
CRICIÚMA:
Zé Carlos, aos 19min do 2º tempo
ATLÉTICO-PR:
Guerrón, aos 33min do 1º tempo e aos 28min do 2º tempo

CRICIÚMA: Andrey; Fabinho Capixaba, Ozéia, Anderson Conceição e João Paulo (Diego Oliveira); Jackson, Itaqui, Diego Felipe (Cristiano) e Lucca; Gilmar (Romero) e Zé Carlos
Treinador: Silvio Criciúma

ATLÉTICO-PR: Vinícius; Gabriel Marques, Manoel, Gustavo e Héracles; Deivid, Zezinho, Ligüera (Patrick) e Marcinho (Edgar Junio); Guerrón e Ricardinho (Rafael Schmitz)
Treinador: Juan Carrasco

Cartões amarelos
CRICIÚMA: Fabinho Capixaba, Ozeia, Zé Carlos
ATLÉTICO-PR: Vinícius, Zezinho, Ligüera, Manoel, Deivid

Árbitro
José de Caldas Souza

Local
Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)

Com informações da Gazeta Esportiva







Atlético-PR se aproximou da próxima fase da Copa do Brasil
Atlético-PR se aproximou da próxima fase da Copa do Brasil
Foto: Ulisses Job / Futura Press
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade