0
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Decisivo, Dagoberto assume papel de centroavante do São Paulo

28 abr 2011
09h38
atualizado às 09h43
  • separator
  • comentários
Allan Farina
Direto de São Paulo

Desde que Washington deixou o São Paulo e Fernandão caiu de produção, a equipe do Morumbi fez suas melhores partidas sem um atacante de área. Desta forma, quem assumiu o papel de artilheiro do time foi Dagoberto, costumeiramente um segundo atacante que antes se destacava mais pelas assistências.

Contra o Goiás, o camisa 25 foi determinante para a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. Dagoberto fez os gols dos dois confrontos, vencidos pelo São Paulo com dois 1 a 0. No jogo do Serra Dourada, o atacante venceu Harlei com chute de fora da área. Na última quarta-feira, no Morumbi, o jogador aproveitou boa jogada de Carlinhos Paraíba para definir o jogo.

"Tive uma chance e fui feliz. Tem que aproveitar. Estou feliz por fazer mais um. Não é sorte, são vários componentes juntos. Mas a sorte está junto", disse Dagoberto ao deixar o gramado do estádio do São Paulo. "É importante que os objetivos estejam sendo alcançados. Claro que os feitos individuais animam, mas o importante são os objetivos do grupo", afirmou.

Em 2010, Dagoberto já havia sido o artilheiro do São Paulo na temporada, com 15 gols. Neste ano, o camisa 25 conseguiu 13 tentos até abril (nove gols no Paulista e quatro na Copa do Brasil), definindo sua melhor fase desde que chegou ao clube, em 2007.

Isto acontece em momento que o São Paulo aguarda Luís Fabiano para ser seu camisa nove. Em recuperação de lesão, o centroavante é provável companheiro de Dagoberto no ataque, liberando-o do "cargo" de fazer os gols.

A função foi assumida por Dagoberto especialmente após lesão de Fernandinho, seu companheiro de ataque no começo de 2011. Com fratura na fíbula, o atacante acabou substituído por jogadores de meio de campo, seja Marlos, Ilsinho ou Lucas, que deixam Dagoberto como único centroavante de ofício.

Outra faceta que o camisa 25 passou a apresentar é a de jogador decisivo. O atacante marcou duas vezes na estreia da Copa do Brasil, contra o Treze, outros dois gols nos já mencionados confrontos com o Goiás, um em clássico com o Corinthians e outro tento para definir a partida de quartas de final do Paulista, contra a Portuguesa.

A melhor fase de Dagoberto iniciou após Carpegiani afirmar que não se oporia à saída do jogador, fato ocorrido no início de fevereiro. A "bronca" do comandante parece ter surtido efeito, uma vez que o atacante tornou-se parte fundamental do esquema do técnico. Isto até que Luís Fabiano tenha condições de jogar e o camisa 25 possa dividir as funções e os holofotes do papel de artilheiro.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade