0
Logo do Copa do Brasil
Foto: terra

Copa do Brasil

Santistas garantem estar preparados para pressão no Barradão

4 ago 2010
11h46
atualizado às 12h32

O Santos decide contra o Vitória, nesta quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), no Barradão, o título da Copa do Brasil. E, mesmo com a vantagem de poder até perder por um gol de diferença para se sagrar campeão do torneio nacional, os santistas sabem que a tarefa de erguer a taça na casa do adversário não será fácil e que a pressão vinda das arquibancadas do estádio rubro-negro - ao todo 35 mil ingressos foram vendidos - será muito grande.

Volante Arouca afirmou que o Santos vai respeitar o Vitória, mas jogará para frente
Volante Arouca afirmou que o Santos vai respeitar o Vitória, mas jogará para frente
Foto: Agência Lance

"Vamos para campo preparados para uma guerra, dentro do esporte, logicamente. O Vitória tem um potencial diferenciado e não só aqui em Salvador. Até porque, já demonstrou ao longo da competição que joga, que vai entrar contra o Santos preparado e disposto ao melhor resultado possível. Por isso, temos de respeitá-los muito, mas acreditar na nossa capacidade", disse o técnico Dorival Júnior.

O volante Arouca fez coro ao discurso do seu treinador e destacou que os santistas estão cientes das dificuldades que irão encontrar na partida, porém, confiantes de que poderão conquistar um bom resultado e o segundo título da equipe na temporada - o primeiro foi o do Campeonato Paulista.

"Viemos aqui com o objetivo de levar o título. Sabemos que encontraremos dificuldades por todos os lados, em função do gramado, do time do Vitória e da torcida, que pressiona bastante. No entanto, vamos jogar para frente, com o mesmo futebol alegre de sempre e, se Deus quiser, isso refletirá em título", comentou o volante.

Com a experiência de quem já foi campeão da Copa do Brasil em 2003, pelo Cruzeiro, o zagueiro Edu Dracena também pregou respeito ao adversário, mas destacou que a equipe está preparada para mostrar o seu futebol e sair de campo com mais um título.

"Sabemos que a pressão do Vitória será grande, principalmente no início da partida. Mas também temos que atacar o Vitória. Não viemos aqui para nos defender. Vamos jogar como time grande. Iremos jogar da mesma forma que fizemos ao longo da temporada", encerrou Dracena.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

publicidade
publicidade