0

Vitória expõe tradição e os "Meninos do Barradão" na Vila

28 jul 2010
08h04
Dassler Marques

Se o Santos pensa em ganhar a Copa do Brasil também como afirmação definitiva para os Meninos da Vila, o Vitória não fica muito atrás no quesito revelação de talentos. Está prevista a escalação de cinco pratas da casa entre os titulares do clube baiano para a decisão desta quarta-feira, na Vila Belmiro: Lee (goleiro), Wallace e Anderson Martins (zagueiros), Fernando (meia) e Elkeson (atacante).

As semelhanças entre os dois elencos não param por aí. Assim como é o Santos no futebol paulista, o Vitória é referência em todo o Norte e Nordeste no que diz respeito à formação de jovens talentos. Desde seus dois grandes times no Campeonato Brasileiro, em 1993 e 99, o clube baiano dá aula em revelar jogadores e também encontra, assim, recursos para sua sobrevivência.

"A marca Vitória chama os jogadores. No Palmeiras, no Corinthians, a cobrança é maior e sempre vão trazer jogadores mais formados, famosos. Todos os anos, revelamos dois ou três jogadores. Tem cobrança interna por isso e temos resultados por causa da nossa busca. Temos uma equipe de observadores muito boa e também times sendo formados desde os 10 anos. Isso facilita: o time juvenil já vem formado lá de baixo", explica João Paulo, coordenador da base do clube baiano.

Referência para todos os garotos da região, o Vitória é o nono colocado em um ranking de resultados de categorias de base entre os clubes nacionais desenvolvido pelo site Olheiros, especialista no assunto.

O clube não aposta na revelação de talentos apenas por opção. É a única forma de se aproximar dos outros clubes grandes e manter uma dose técnica razoável com uma folha salarial que necessariamente não pode ser alta. "Os meninos não sobem ganhando muito. O patrocínio, a mídia, está todo em São Paulo, fica difícil concorrer. O Vitória ganhava R$ 1 milhão da Fiat por patrocínio. O Palmeiras ganhava R$ 16 milhões", compara João.

Modelo de sucesso em todas as esferas

Salvo um hiato entre 2005 e 07, o Vitória é o clube nordestino com mais tempo de casa na Série A nas últimas duas décadas. O segredo é sempre o mesmo: revelar, formar times competitivos e fazer bons negócios. Assim, o clube ganhou muito dinheiro no período com nomes como Dida, Vampeta, Rodrigo, Júnior, Dudu Cearense, Marcelo Moreno, David Luiz, Hulk, Alex Silva, Obina, Fábio Costa, Matuzalém, Victor Ramos, Willians e Marquinhos, entre outros.

Incluído na lista de Mano Menezes para a Seleção Brasileira, David Luiz é grande sensação do futebol português nesse momento e foi campeão nacional com o Benfica. Sondado por Real Madrid e Chelsea, deve render mais dinheiro aos cofres do Vitória em breve: "Ele foi vendido por pouco. Acho que o clube vai ganhar mais agora com os 5% do que ganhou na época", lembra João Paulo, se referindo à cláusula de solidariedade prevista pela Fifa ao clube formador.

Aposta pessoal do dirigente em seus tempos de Vitória, David Luiz fazia parte do jovem time que, em 2006, conquistou o acesso da Série C. Ele compunha um trio de zaga com Wallace e Anderson Martins, os dois titulares da atual equipe, e ainda jogavam ali Leandro Domingues e Marcelo Moreno. Todos feitos em casa.

Ter esse tipo de jogador é receita tradicional de sucesso no Vitória. Foi assim no vice-campeonato brasileiro de 1993, ainda se repetiu no time semifinalista da Série A também em 99. Está, naturalmente, no finalista da Copa do Brasil 2010.

Até o treinador é feito em casa

Não bastassem os cinco prováveis titulares para o primeiro confronto na Vila Belmiro, há vários outros garotos feitos em casa no elenco do Vitória. Casos dos zagueiros Reniê e Gabriel, dos volantes Uelliton e Neto Coruja, do meia Arthur Maia e do atacante Edson.

A curiosidade fica por conta do treinador Ricardo Silva. Há vários anos no Vitória como auxiliar técnico, chegou a assumir como interino em 2009 e foi definitivamente promovido para a temporada 2010. Campeão baiano, leva o clube pela primeira vez até a final da Copa do Brasil.

No último domingo, os garotos da equipe Sub-15 do Vitória se consagraram campeões da Copa do Brasil da categoria. Pelo caminho, deixaram para trás adversários como Fluminense e Atlético-MG. É a prova que mais Elkesons vêm por aí.

Elkeson é o principal destaque entre os garotos do atual Vitória
Elkeson é o principal destaque entre os garotos do atual Vitória
Foto: Gazeta Press
Fonte: Terra
publicidade