Analistas apontam queda da criminalidade na África do Sul

17 jun 2010
Publicidade

O reforço policial nas ruas, em virtude da realização da Copa do Mundo na África do Sul, traz benefícios para o país dentro e fora do campo desportivo. Segundo o site do jornal Sunday Times, os índices de criminalidade sul-africanos registraram queda, de acordo com Gareth Newham, diretor do Instituto para Estudos da Segurança.

De acordo com o diretor, a melhoria na segurança do país é gradual e começou a ser percebida a partir de 2003, quando a África do Sul sediou a Copa do Mundo de cricket. Na ocasião, para receber o evento, foram investidos 1,2 bilhões de rands (cerca de R$ 280 mi) em segurança e reforço do policiamento, o que reduziu as taxas de crimes cometidos em 24%, naquela ocasião.

Além do maior efetivo deslocado para trabalhar na Copa do Mundo (44 mil dos 190 mil disponíveis), os policiais sul-africanos estão tendo que trabalhar por mais tempo. Isso porque os policiais estão tendo que fazer o trabalho dos funcionários privados, contratados para fazer a segurança dos torcedores nos arredores dos estádios.

Terceirizados pela Fifa, os funcionários responsáveis pelos trabalhos no Soccer City de Johannesburgo, na Cidade do Cabo e em Durban fazem greves desde a última semana, protestando contra a falta dos pagamentos combinados pelos seus contratadores.

Copa 2010 no celular

Notícias, fotos, classificação, tabelas, artilheiros, estatísticas e curiosidades também estão no celular.
Acompanhe o minuto a minuto de todos os jogos do Mundial e escolha os melhores em campo.
Acesse: m.terra.com.br/copa
Baixe o aplicativo: m.terra.com.br/appcopa
SMS: receba as noticias e os gols da Seleção no seu celular; envie COPA para 83772

Funcionários protestam em Durban; policiais foram deslocados para realizar a segurança de vários estádios da Copa
Funcionários protestam em Durban; policiais foram deslocados para realizar a segurança de vários estádios da Copa
Foto: AP
Fonte: Terra
Publicidade